sexta-feira, 7 de junho de 2013

Oscar Schmidt - Uma luta desigual...



O Brasil novamente se comove com a luta de uma celebridade contra o câncer, o povo se une em oração, faz manifestação de apoio e envia mensagens... dá gosto de ver um povo com o coração tão bom. Mas eu digo que deveríamos também usar esse nosso bom coração para olharmos ao redor, para os nossos mais próximos que vivem a mesma realidade que nós...

Muita gente chega até minha página "Vencendo o Câncer" com palavras de solidariedade para o Oscar e eu recebo de bom coração mas no fundo não deixo de sentir uma pontinha de revolta com a desigualdade desse nosso mundo... Alguns me aconselham a manter o bom humor assim como o Oscar diante do que tenho passado com minha família... e eu também recebo de bom coração... Mas não posso silenciar diante da ilusão do povo que realmente acha que temos um sistema de saúde nesse país... O nosso povo está abandonado e morrendo e isso tem que ser falado !

Segue abaixo minha humilde carta pública que postei no meu facebook, só um desabafo mesmo... mas fica o meu desejo de justiça, meu desejo de que o grande Oscar chegue até essas palavras e se compadeça do povo que tanto o ama... Para quem está no topo é fácil chegar na mídia, é fácil fazer revolução... vamos lá Oscar, aproveite com sabedoria o tempo que seu dinheiro pode comprar e faça a diferença porque nem todos podem comprar esse tempo e a maioria como minha mãe e tantos outros simplesmente morrem esperando pelo tratamento no nosso tão maravilhoso Sistema Único de Saúde...

Admiro muito o Oscar e me emociono ao ver sua luta cheia de bom humor e esperança, torço de coração para que ele fique bem... mas seria hipocrisia de minha parte esperar o mesmo bom humor dos que esperam na fila do SUS, querer a mesma esperança dos que ainda nem sequer conseguiram marcar sua radioterapia... O SUS nem ao menos autorizaria essa segunda cirurgia que ele fez e se autorizasse ele teria que aguardar em torno de 40 dias ( com muita sorte ) e provavelmente seu tumor já estaria bem maior e o deixaria com graves sequelas... e daí ele aguardaria aproximadamente mais 90 dias para começar a radio e teria que dar um duro danado para conseguir os comprimidos de Temodal... fico aqui pensando se ele conseguiria manter o mesmo sorriso e o mesmo olhar repleto de alegria e esperança. Não é fácil manter a fé, o bom humor e o desejo de viver numa fila interminável de exames, consultas e retornos... não é fácil manter o sorriso com dores e com medo... Admiro sim o Oscar, de coração que desejo que ele consiga, mas guerreiro pra mim é meu pai que acorda as 3 horas da manhã pra ir pra outra cidade buscar sua cura, que passa a semana vivendo em uma casa de apoio longe da família, que aguarda com resignação seus exames e suas consultas... que fica o dia todo na fila da radioterapia, que sai da consulta as 11 da manhã e chega em casa as 8 da noite com uma sacola de comprimidos e um sorriso no rosto. Guerreiros pra mim são as pessoas que estão agora na mesma sala de espera que minha mãe ficou tantas vezes, com uma senha de número 560 na mão, um saquinho para vomitar na outra e procurando uma cadeira escondida do frio para esperar... Guerreiros pra mim são as pessoas do povão, que não conseguem paga convênio médico, que não tem dinheiro pra médicos particulares, que são obrigadas a se submeter a desumanidade do SUS e que ainda assim carregam a marca da fé nos olhos lacrimejantes e no sorriso cansado... Não deveria ser assim, não deveria existir diferença quando se trata de saúde e de vida... todos querem apenas sobreviver quando se trata de câncer... já é bem difícil viver com a faca no pescoço, com a espera de cada novo exame, com o medo constante... no mínimo o que deveriam receber seria um tratamento humano, um tratamento digno, médicos com bondade no coração... mas se não tivesse tudo isso a maioria já ficaria bem feliz em ser atendido e em ter garantido seu direito de cidadão... Guerreiros são aqueles que trabalharam a vida inteira pagando com o suor do rosto seus impostos e que agora não tem direito a mais nada... para esses o que resta é a fé e já é um milagre que consigam continuar acreditando em Deus... seria muito pedir a eles o mesmo bom humor dos que por injustiça do mundo possuem privilégios que eles jamais saberão o que significa... Eu peço sim a Deus por todos que lutam contra o câncer, mas meu coração parte ao meio quando penso nos que agora estão vivendo a tristeza do abandono e o desespero da espera pelo tratamento, que em muitos casos, como no da minha mãe, chegam tarde demais. O preço a se pagar é alto demais para manter o bom humor... Eu sinceramente digo que perdi o meu quando abracei minha mãe sem vida e é triste dizer que ela também perdeu o dela enquanto esperava na cama daquele hospital... Rezo sim pelo Oscar mas rezo mais pelo meu pai e pelos que como ele não possuem o dinheiro suficiente para comprar o que deveria por direito ser de graça... Que Deus tenha piedade dos que como nós somos apenas mais um número, apenas mais um a esperar... E se não pudermos receber o que é nosso de direito eu peço a Deus que ajude a não perdermos nossa fé e nossa esperança em um mundo melhor, mais justo e com mais amor... 

Paula Cristina Barbosa Fernandes - Arujá - SP

Nenhum comentário: