terça-feira, 30 de abril de 2013

Aloe Vera ( babosa ) na luta contra o Câncer


Nesse link tem toda a reportagem. Vale a pena conferir !
http://www.puravida.com.br/artigos-do-mes/aloe-vera-a-maravilha-proibida/#como_utilizar


A Aloe Vera, ou Babosa, é realmente uma das principais dádivas do Reino Vegetal. Se todos soubessem os importantes benefícios nutricionais e medicinais que esta guarda dentro de suas folhas, provavelmente haveria um pequeno jardim de Aloe em cada residência. E definitivamente as farmácias venderiam menos medicamentos.
Quando estudamos todo o potencial que esta planta tem a oferecer, torna-se simples compreender o porque da ANVISA (Agência nacional de vigilância sanitária) ter proibido no Brasil a comercialização de produtos que contenham a mesma em sua composição. Afinal, como todo bom órgão governamental, é necessário que esta preste tributo e obediência aos “patrocinadores”, no caso a indústria farmacêutica.
Por uma fração de preço de qualquer medicamento sintético a Aloe oferece uma vasta seleção de princípios ativos medicinais em forma orgânica e já conjugada com os elementos que auxiliam no uso destas substâncias. Seus benefícios amplamente documentados explicam o porque desta planta ser reverenciada através de pinturas nos templos egípcios, e em diversas culturas ao longo da história.
Embora a maioria apenas tenha conhecimento acerca das aplicações externas da Aloe Vera, seja na forma cosmética (pele e cabelos) ou na forma de reparo de queimaduras, a planta tem, na realidade, muito mais a oferecer. Seus benefícios quando usada internamente (ingerida) são tão ou mais significativos.
Pesquisando a literatura científica disponível, percebe-se que a Aloe destaca-se como uma planta singular, com uma incrível variedade de benefícios para a saúde. Em uma única planta podemos encontrar os seguintes benefícios, ou auxílios que a mesma presta ao organismo com o propósito de:
  • Interromper o crescimento de tumores cancerígenos.
  • Reduzir os índices de colesterol ruim.
  • Dissolução de pedras nos rins e proteção contra cristalização dos oxalatos presentes no café e em alguns chás.
  • Alcalinizar o sangue, o que é especialmente útil num mundo onde se consome tanto açúcar e farinha (substâncias acidificantes).
  • Tratar úlceras, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn e outras desordens digestivas.
  • Reduzir a pressão sanguínea elevada tratando da causa, e não apenas dos sintomas.
  • Acelerar a cura de queimaduras físicas e radioativas.
  • Substituir dezenas de produtos de primeiros socorros, tornando obsoleto o uso de bandagens e sprays bactericidas.
  • Ajudar a interromper o câncer do cólon, tratando dos intestinos e lubrificando o trato digestivo como um bálsamo.
  • Corrigir a constipação.
  • Estabilizar os níveis de açúcar no sangue
  • Previnir e tratar as infecções causadas pela bactéria da Cândida
  • Proteger o fígado contra diversas doenças
  • Funcionar como um isotônico natural, para o equilíbrio de eletrólitos, tornando as bebidas isotônicas artificiais também obsoletas.
  • Aumentar o desempenho cardiovascular e a resistência física.
  • Hidratar a pele e acelerar sua regeneração em caso de cortes ou feridas de qualquer tipo.
  • Fluidificar o sangue que porventura esteja muito denso, grosso, ou grudento, facilitando em muito a circulação.
  • Aumentar a oxigenação sanguínea.
  • Diminuir processos inflamatórios e aliviar as dores da artrite.
  • Proteger o corpo contra o stress oxidativo.
 Em todo o mundo, o Brasil foi o pioneiro em proibir o uso de suplementos que contém esta planta, demonstrando assim o avanço na compreensão e conhecimento de nossas autoridades responsáveis.
Felizmente, AINDA é possível extrair os benefícios a partir do uso da própria planta, extraindo o gel de dentro de sua casca e preparando-o em sucos ou shakes. O processo em si é fácil e rápido, requerendo apenas alguns cuidados e atenções. Ao final deste artigo apresento um guia prático com fotos para a extração caseira do gel.
Você pode encontrar com certa facilidade as folhas de Aloe em feiras livres (barracas de ervas), mercados municipais e lojas especializadas.

Lei Victor Hugo Deppman

Amigos e família, ontem no Amor em Ação dividimos a dor dessa família que perdeu de forma brutal um pedaço de seus corações... Eles estão sobrevivendo a essa dor e se entregando a uma luta que não é só deles mas de todos nós que entregamos nossos filhos para esse mundo... Precisam de assinaturas... entre no link e assine a petição ! Nós podemos fazer a diferença e ajudar a construir um mundo melhor e mais justo.

A petição visa da criaçao da Lei Victor Hugo Deppman afim de alterar Constituição Federal em relação a maioridade penal diminuindo-a para dezesseis anos. Após o caso que chocou o Brasil, do assassinato do estudante universitário Victor Hugo Deppman, que foi abordado em frente de sua casa no bairro do Belém, em São Paulo. O menor infrator visava furtar o aparelho celular de Vitor Hugo, mas sem motivos acabou baleando-o, fato esse que levou a morte do estudante. O que choca a todos é o fato de que o menor após cumprir pena máxima (3 anos) na Fundação CASA sairá como réu primário. Ajude a mudar isso o mais rápido possível e tirar esses menores infratores da rua. A próxima vítima pode ser você.

Assine a petição clicando aqui.


segunda-feira, 29 de abril de 2013

Entre na luta contra o Câncer



Entre na luta contra o Câncer, divulgue para todos as histórias, participe das campanhas, visite os que estão nos hospitais, faça uma oração por todos que sofrem... existem muitas maneiras de ajudar e você vai encontrar a sua.... O Câncer é uma doença cruel e triste, que leva os que amamos e planta uma semente de dor no coração de quem fica... Guarde sempre um pedacinho do seu dia para enviar uma vibração de amor pelos que lutam !


4 meses se passaram sem a minha amiga querida, sem minha companheira, minha mãe tão presente na minha vida... São 4 meses de uma mistura de sentimentos e emoções que acho que nunca vou conseguir explicar... Hoje ainda vivo o dia 29 com uma grande tristeza no coração, as lembranças ainda estão tão vivas na minha cabeça que é difícil não reviver os momentos de dor que passamos.

Recordo o último encontro, o último toque, o beijo carinhoso que nunca mais se repetiria... recordo as horas de tristeza e os pensamentos de amor e gratidão que enviei pra minha mãezinha naqueles últimos momentos ao lado dela... E é tudo tão vivo na minha mente que fecho os olhos e posso descrever os detalhes daquele último instante tão dolorido pra mim e pra todos que a amavam... Eu espero um dia poder viver esse dia com um sentimento diferente do que tenho hoje, espero conseguir transformar essa saudade em algo menos dolorido e sofrido... mas confesso que ainda não sou capaz... eu tento mas ainda não consigo. Algumas caixas ainda estão pela casa, algumas cartas eu ainda não consegui reler... tantas fotografias, tantas lembranças... As coisas dela estão por todo lado e pra onde quer que eu olhe vejo o sorriso alegre de minha mãe, como que me confortando e me dando força para seguir. 

A vida aos poucos vai retomando seu ritmo e tudo vai caminhando conforme tem que ser mas aqui dentro de meu coração ficou um buraco enorme que ainda dói e que ainda machuca muito... Minha mãezinha tão bonita, tão alegre, tão cheia de planos... sempre tão perto de mim, sempre tão presente em todos os meus dias... Quanto mais o tempo passa mais eu percebo o quanto ela era importante em minha vida, ninguém mais consegue chegar até mim como ela. O amor que ela tinha pelas minhas filhas era tão intenso e tão presente que era um conforto para meus dias, uma certeza que me deixava tranquila perante o futuro... quando ela estava aqui eu tinha mais confiança nos dias que viriam... a sensação de não estar sozinha no mundo é algo que só ela me dava... Saber que ninguém mais compartilha desse amor comigo é triste e me faz sentir sozinha e insegura... Lembro da maneira como ela olhava para as meninas, da satisfação de ver cada progresso delas, da alegria de cuidar delas... podia ser a qualquer dia e a qualquer hora que ela estava sempre disposta, tudo que ela queria era tempo livre para ficar mais perto da gente... Olho as fotos e me dá tanta saudade disso, as conversas tão naturais, a maneira tão simples de ser eu mesma quando estava com ela... a serenidade que sentia quando via ela brincando com minhas filhas com tanto amor, tão sincera... Lembro de como ela sempre sabia quando eu estava irritada, de como ela ria de mim quando eu ficava brava... lembro de acordar cedinho e ver ela chegando no meu portão com um saco de pão quentinho e um sorriso enorme no rosto e minhas filhas correndo felizes pela casa pra receber ela... Era tudo tão natural e tão certo na nossa vida que nem percebíamos o quanto aquilo era grandioso e precioso... Sinto falta dela desesperadamente, várias vezes no dia eu paro no meio da casa e me sinto perdida sem ter ela pra telefonar... 

O tempo passa diferente sem minha mãe, tudo ficou mais quieto, mais triste e eu me sinto solitária... Minha mãezinha... tão linda, tão alegre, tão orgulhosa de minhas conquistas, tão presente em meus dias, tão cheia de vida e de amigos, tão aberta para a vida, tão feliz com as coisas pequenas que vivia... minha mãezinha tão batalhadora, tão lutadora, tão honesta e correta com tudo ao seu redor... tão íntegra em suas amizades, tão sincera em seus sentimentos... O mundo é esquisito sem ela, tudo fica pela metade e por onde quer que eu vá é como se parte de mim estivesse faltando... 

Minha filha sábado antes de ir pra chácara falou que ia ser divertido mas que com certeza seria mais divertido se a vovó estivesse lá e eu senti um aperto no coração, uma tristeza em perceber que elas jamais terão um amor tão grande novamente... 

Hoje faz 4 meses que ela partiu e faz 4 meses que eu estou reaprendendo a viver sem ela... e não tem como segurar as lágrimas, não tem como não lamentar essa perda tão sofrida em nossas vidas... Sinto tanto sua falta mãe, sinto tanto por vc ter partido, sinto tanto por não ter conseguido te ajudar... Receba aí no céu o meu abraço de amor e gratidão e todo meu carinho. Tenho pedido a Deus para acalmar meu coração e tenho pedido a Deus para me ajudar a seguir e sei que vou conseguir viu... Te amo muito e nunca vou esquecer tudo que vc deu pra mim e para minhas filhas... seu amor será eterno em nossos corações...

sábado, 27 de abril de 2013

Receitas para prevenção do Câncer



Como todos sabem eu tenho alguns casos de Câncer na minha família, conforme os médicos a chance de eu desenvolver a doença é bem grande, já que alguns dos casos são considerados genéticos em minha família... O tumor do meu pai não é considerado assim, pelo que me falaram não existem fatores genéticos para o Glioblastoma... ele simplesmente aparece e pronto. Já o Carcinoma Urotelial, no caso de minha mãe, é considerado genético sim e também possui diversos fatores que podem agravar e levar ao seu desenvolvimento... Abandonar o cigarro, evitar ambientes de trabalho poluídos e uma alimentação saudável são praticamente uma obrigação para quem tem casos na família... e muita, muita água...

E diante de tudo isso, e conhecendo de perto os males que o Câncer pode trazer, eu venho lutado e buscado respostas... O cigarro é um tormento, já que paro por uns dias e acabo voltando em momentos de tristeza ou nervoso... mas a meta é parar definitivamente... hoje estou a 48 horas sem cigarro e se Deus ajudar não vou voltar dessa vez...

Agora quanto a alimentação já é bem mais fácil... tenho feito direitinho e me sentido bem melhor... vamos lá ao que tenho feito...

Pela manhã : Suco de 1 maça, meia cenoura e meia beterraba com uma raspa de gengibre, tudo batido na centrífuga e adoçado apenas com mel se necessário.

Durante o dia : Muitos vegetais e legumes, frutas e muita água. Também tomo um litro de água misturado com uma colher se sopa rasa de bicarbonato de sódio... preparo de manhã e vou bebendo durante o dia... mantem o corpo alcalino e evita o desenvolvimento de tumores. ( tem a receita aqui ).

E exercício físico... 1 hora de bicicleta todos os dias...

Sem esquecer de realizar exames periódicos... eu esse mês fiz sangue, urina, ultrassonografia de mama, útero e vias urinárias e papanicolau... ( tudo ok graças a Deus )

Segue uma lista que achei super interessante e que vale a pena seguir...


Frutas vermelhas e chá verdeSão ricos em: Flavonoides
Ajudam a prevenir câncer de mama, cólon, reto, estômago, esôfago e pâncreas
Tomate, molho de tomate, goiaba e melanciaSão ricos em: Licopeno
Ajudam a prevenir câncer de próstata e mama
Cenoura e abóboraSão ricos em: Betacaroteno
Ajudam a prevenir câncer de pulmão
Espinafre e couveSão ricos em: Luteína e zeaxantina
Ajudam a prevenir câncer de pele
Frutas cítricas como laranja, acerola, abacaxiSão ricos em: Vitamina C
Ajudam a prevenir câncer de diversos tipos, principalmente o de estômago
Couve-flor e brócolisSão ricos em: Isotiocianato
Ajudam a prevenir câncer de mama, intestino e esôfago
Soja e feijãoSão ricos em: Isoflavonas
Ajudam a prevenir câncer de mama, próstata, intestino, reto, pulmão, estômago e colo do útero
AlhoÉ rico em Alicina
Ajuda a prevenir câncer de estômago
Peixes, como sardinha, atum e salmão, e linhaçaSão ricos em Ômega-3
Ajudam a prevenir câncer de mama, próstata e intestino
Beijos a todos e lembrem : Prevenção é tudo, sempre !!! Vida saudável e mente saudável,





quinta-feira, 25 de abril de 2013

Chega de preconceitos !


Fico muito irritada com algumas coisas por aqui... não cabe na minha cabeça que em pleno 2013 algumas pessoas ainda possam pensar de maneira tão preconceituosa e pequena... e ainda justificar seus pensamentos na religião e até usando o nome de Deus.... hora gente, faz favor né... Parem de julgar, parem de condenar... Eu acho lamentável julgar uma pessoa pela sua opção sexual, isso não muda nada no caráter de ninguém. Eu não sou homossexual porque me apaixonei por um homem mas se tivesse conhecido uma mulher e me apaixonado não teria lutado contra isso... amor é outra coisa e não tem nada a ver com ser homem e ser mulher... somos muito mais que isso, somos o que temos no coração e é isso que encanta no outro... Não me interessa a mínima se você é homo, hetero, bi ... não tô nem aí para isso... o que importa é o coração e isso independe de coisas externar... Fico irritada quando vejo esse tipo de comentário e por mais que saiba que também não tenho o direito de julgar, é mais forte que eu... odeio falta de respeito. Não gosto de homossexuais, não gosto de heterossexuais, não gosto de bissexuais... gosto de gente sincera e honesta... e se vc tiver essas duas qualidades o resto pouco me importa...

Caminhando e cantando e seguindo a canção....

Eu já esqueci ofensas, já arranquei do coração sentimentos ruins e transformei em bons... eu já pedi perdão mesmo sabendo que estava certa... já silenciei quando a vontade era gritar. Eu já deu um passo para trás para esperar por alguém, já chutei algumas pedras para poder passar... Já me afastei do mundo, já me encolhi no canto, já desejei desaparecer... Eu aprendi a não ter preconceitos, aprendi que amor não tem regras, já aprendi que as vezes simplesmente não vale a pena... aprendi a não desejar mudar nada que não esteja dentro de mim mesmo. Aprendi que respeito é a base de tudo e que o amor é essencial a vida, como o ar que respiramos... Eu já fiz muita besteira, já errei feio com a vida, mas nunca prejudiquei ninguém, nunca desejei o mau para o outro... todos os meus erros foram na tentativa de acertar... Eu não sei guardar ódio, não sei segurar sentimento, em um momento está aqui dentro e no outro já está pra fora, nunca permiti que um rancor durasse mais que um dia em meu coração. Eu sou quieta, ansiosa, teimosa, egoísta, frágil e terrivelmente prepotente as vezes... mas se você estiver chorando eu saio correndo pra te consolar e se estiver com problema eu terei o maior prazer em te ouvir... Fico triste quando erro, fico triste quando me interpretam mal... fico triste quando a vida fere os que eu amo... mas jamais permiti que as lágrimas fossem maiores que a esperança... Tô longe de ser perfeita, preciso de mais umas mil vidas pra começar a ganhar alguns pontinhos... mas tô tentando, tô tentando mesmo.... mais do que vocês possam imaginar... A vida não é fácil, não é um passeio ou um parque de diversões... estamos aqui em missão de resgate e temos o dever de entender e aceitar isso... mas sofrer não é preciso, tristeza não faz parte dos planos... Então vamos que vamos, de cabeça erguida e coração aberto, secando as lágrimas e buscando um sorriso lá no fundo... vamos que o tempo é curto e a lição é grande... vamos que a vida chama e o tempo não para !

terça-feira, 23 de abril de 2013



Sempre foi mais fácil pra mim ter fé em Jesus do que em Deus, eu posso perfeitamente entender um bom homem que viveu por amor aos seus irmãos, que lutou contra um mundo cruel para mudar a humanidade para sempre... Posso amar de todo meu coração um ser iluminado que se submeteu a um corpo denso e impuro apenas para ensinar a todos nós o significado da palavra amor... eu posso adorar com todas minhas forças um ser tão maravilhoso que apenas com sua vida pode mudar a história de todo um planeta... É fácil pra mim fechar os olhos e imaginar um Jesus amigo me confortando e chorando minhas lágrimas... Mas Deus ainda é um mistério em meu coração... Como explicar tanta fé e tanta confiança em Deus se jamais consegui entender sua natureza... o propósito de sua criação... É isso que sustenta nosso mundo, essa certeza de que não somos capazes de entender tudo, de explicar tudo... isso faz de nós seres humanos, que apesar de imperfeitos e que apesar de não conseguirmos nem mesmo explicar o que fazemos a cada novo dia de vida... ainda assim continuamos, seguimos, caminhamos sem trégua... Que força é essa que move nosso mundo... que força é essa que faz nascer luz mesmo em meio a tanta escuridão... Ironicamente eu acho que conheci melhor Jesus dentro do hospital com minha mãe... ironicamente foi lá que encontrei as pessoas de mais fé da minha vida... Lá, em meio a dor, sofrimento e morte eu e todos os outros nos escondíamos em Jesus, buscávamos nele a força que não tínhamos mais... e estranhamente encontrávamos... Lembro de ver tanta gente chorando naquela capela, olhando com desespero para aquela imagem amiga, lendo com sofrimento a grande Bíblia imponente em seu pedestal de mármore... e todos entravam aos pedaços e saiam inteiros... e quando nossos pedidos eram negados e a morte levava nossos entes queridos, como seres irracionais nós voltávamos lá e pedíamos aquele mesmo Jesus que havia tapado os ouvidos para nossos clamores que levasse os que partiam para um bom lugar, que amparasse e cuidasse dos que já não podíamos cuidar... Que força é essa que sustenta cada um de nós e mantem nossa fé mesmo quando tudo parece mostrar o contrário... Antes de entrar naquele hospital eu não imaginava o que era medo e sofrimento, não fazia a menor ideia de como a vida podia ser triste e dolorosa... Se você está lendo isso agora e acha que pode imaginar eu digo que não pode... só entende quem passa por aquela UTI, quem vive todos os dias a despedida, quem dorme todos os dias sem saber se no meio da noite o telefone vai tocar... Se você não passou por lá com certeza jamais entenderá o que estou dizendo e com certeza vai julgar minha fé e minha maneira de ver as coisas... Quando o corpo de minha mãe já não aguentava mais os procedimentos dolorosos, quando as máquinas me impediam de chegar perto, quando não tinha mais espaço em seu corpo para as agulhas e os fios... quando minhas orações eram interrompidas pelos gritos dos filhos e pais ao lado se despedindo das pessoas que amavam... quando eu chegava a cada dia e via um amigo despedaçado preenchendo os papéis do óbito... quando os corpos passavam por mim e eu já não tinha medo de olhar... quando aquele inferno se tornou parte de minha vida... foi aí que eu aceitei Jesus em meu coração e entendi que não importava entender Deus... nada mais importava... Só o que resta para nós que vivemos o câncer é a fé, ajoelhar diante daquele Jesus amigo e entregar a vida dos que amamos em suas mãos... ali somos impotentes e pequenos, somos insignificantes e só ali percebemos que essa vida é nada... Quando eu coloquei minha mãe dentro de um caixão, quando eu arrumei as flores em volta de seu rosto e permiti que fechassem aquela caixa eu lacrei ali com ela um pedaço de mim para sempre, aquela parte do meu coração que era inocente e acreditava que tudo era bonito queimou junto com seu corpo... quando o médico diagnosticou meu pai e no momento em que eu vi ele em uma UTI exatamente como minha mãe, aquele pedaço de mim já não existia mais, e foi com uma força que eu não sabia que tinha que eu me ajoelhei novamente diante de Jesus e pedi pela vida dele... Quando eu vi o caixão de minha amiga descendo na terra em baixo daquela grande árvore parte de mim já não lamentava aquilo tudo... a morte já fazia parte de minha vida como uma certeza dolorosa e inevitável... E eu acho que foi nesse espaço de tempo que eu aprendi a ter fé... foi nesse espaço de tempo em que Deus tirou de mim toda esperança e alegria que eu aprendi a confiar nele... não porque passei a entender o seu propósito, não porque passei a entender sua natureza... mas porque passei a entender a minha fraqueza, a minha falta de entendimento... porque passei a aceitar que não sou nada e aqui nesse mundo nunca vou ser... Existe algo maior que ainda não podemos ver, tem que existir algo que justifique tudo isso... E quando hoje eu deito e durmo, longe daquele hospital, longe daquela UTI, eu imagino a dor dos que ainda estão lá... sofro em imaginar que a cada minuto alguém está com certeza sentindo o que eu senti... e não me conformo em saber que a dor não acabou, que o pesadelo não passou... que a vida segue arrancando lágrimas de tanta gente... Eu acordo e durmo com meu pensamento em Jesus, tento carregar seus olhos comigo em todos os locais que vou, converso com ele, discuto, fico brava e peço perdão... quando fico triste sei que ele me abraça e quando consigo sorrir sei que ele sorri comigo... sou tão grata a ele por ter ficado com minha mãe naquele hospital quando eu não podia, sou grata por ele ter dado ao meu pai a chance de lutar, sou grata a ele por ter me ajudado a não enlouquecer... sou grata a ele por ter recebido minha amiga com alegria lá no céu... Eu sei que todos que partiram estão com ele agora e até sinto uma pontinha de inveja... Mas ainda não compreendo Deus, ainda sinto uma certa zanga quando tento entender Deus... ainda não perdoei ele por permitir que existam lugares como aquele... Sou grata por Ele ter me dado Jesus e sou grata por Ele permitir que abra meus olhos todos os dias... sou grata pelas minhas filhas e pelos diversos motivos que tenho para ser feliz... mas não consigo ser grata pelo horror que vivi com minha mãe, nem pelo medo que sinto de perder meu pai... nem pela ausência de minha amiga querida... Se é um resgate, um castigo, um aprendizado... eu realmente não sei... mas nada justifica tamanha dor e mesmo com fé em Deus eu ainda culpo a vida por tudo isso... E afirmar isso, colocar isso pra fora, expor isso a quem quiser saber faz eu me sentir mais forte, faz eu me sentir mais próxima Dele... Porque de alguma forma maluca eu sei que Ele não me julga por isso, não me condena por isso e não vai me abandonar por isso... Eu espero de coração que um dia eu possa encontrar um belo ser de luz que me olhe com a intimidade de um irmão e que me explique tudo isso e espero nesse momento poder iluminar esse pedacinho de meu coração que ainda vive na escuridão... mas por hora admitir que não consigo já me faz sentir melhor... Eu não sou boa o bastante, não tenho a fé suficiente pra isso... sou o que posso ser e faço o melhor que posso fazer... e é bom saber que Deus me ama mesmo assim... e que ele me deu Jesus para amar enquanto ainda não posso perdoar a vida...

Sou bipolar ?

O que dá sentido a nossa vida... um diploma, um namoro apaixonado, um casamento sólido, filhos, carreira... uma casa confortável, um carro novo... Eu costumo rezar sendo grata a Deus por tudo que ele me deu, afinal eu nasci em uma boa família de boas pessoas, cresci em meio a amor e honestidade, tive bons exemplos e guardo boas lembranças... eu fui uma jovem feliz, curti muito minha juventude com bons amigos em bons momentos... dei muitas risadas, conheci muitos lugares... Eu me casei com a pessoa que amava, aprendemos juntos e sossegamos juntos, consegui minha casa, tive duas filhas, tenho um casamento feliz e tranquilo... eu estudo o que gosto e tenho planos que com certeza irão se realizar. Eu acordo todos os dias do lado das pessoas que mais amo, recebo um sorriso de cada uma de minhas filhas antes de deixar elas na escola e quando meu marido sai para o trabalho eu sento no sofá e olho ao redor e penso que realmente sou uma pessoa de sorte... apesar do câncer que tem devastado minha rotina que eu tanto preciso para viver... O que falta para cada um de nós se sentir realizado ??? O que falta dentro de nossos corações para que possamos sentar quietos sem esperar por alguma coisa ??? Eu fico aqui com meus pensamentos inquietantes e minha bipolaridade e tudo parece estranhamente incompleto dentro de mim... o que falta ??? Reforma íntima é o que tenho mais ouvido nos últimos tempos, aperfeiçoamento moral... conquistas que ninguém vê... Mas como controlar o próprio coração, como abandonar velhos vícios, como transformar sentimentos e esquecer a dor... E um pensamento pulsante fica me martelando as ideias... o desejo de uma explosão espiritual em minha vida fica cutucando minha felicidade e minha paz... o que falta ??? Minha busca pela verdade da vida me deixa maluca as vezes, esse desejo constante de compreender o motivo de cada pequeno acontecimento... E eu fico nessa conversa constante com algum ser imaginário que habita minha mente... resmungando questões absurdas e questionando acontecimentos rotineiros como se existisse um propósito majestoso para cada pequeno passo meu... Quanta prepotência e arrogância carregamos no coração... somos um pequeno e insignificante grão de areia nesse universo incompreendido e ainda assim desejamos ser o centro de tudo... O que buscamos nessa vida ? Porque estamos aqui ? E daí me vem uma vontade enorme de chorar... mesmo com todos os presentes que a vida me dá, mesmo com tantos motivos para ser grata e feliz... Que insatisfação é essa que me faz parecer estar em um exílio... que saudade absurda é essa de coisas que jamais tive... Por um instante parece que nada aqui pode me trazer o que preciso e tudo fica denso demais para sentir... Quem sabe um dia, em um outro momento, em um outro lugar tudo fique claro... quem sabe um dia a luz se faça e eu consiga abandonar essa inquietude... O que buscamos em nossa vida ???

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Saudades de minha mãe, saudades de minha melhor amiga !

Como será lá no céu ? Como será que é dividido o tempo ? Será que existe a semana, o domingo, a segunda feira ? Será que amanhece e anoitece ? Será que existem horários para trabalho e descanso... e horário de almoço será que existe ? Quantos amigos eu tenho por lá... quantos olham por mim... quantos torcem por mim... Será que minha mãe pode me ver, ouvir meus pensamentos de amor e gratidão ? Será que ela sente minha alegria, será que percebe meu esforço para ser como ela queria que eu fosse ? Imagino a saudade que ela deve sentir das meninas e de mim e de nosso pequeno mundo, imagino o quanto ela deve rezar por nós e pedir a Deus que possamos ficar bem por aqui... Eu sigo a vida, toco o barco, caminho como sempre caminhei... Busco seguir com sabedoria o meu coração, busco melhorar meus pensamentos, amenizar meus temores, acalmar meu coração... as vezes é fácil e as vezes é muito difícil mas eu não paro, não estaciono... não me permiti um dia de tristeza... talvez algumas horas do dia ou da noite, mas nunca permiti que a saudade tornasse a vida triste. São quase 4 meses sem ela e é estranho porque ao mesmo tempo que parece uma eternidade também parece que foi ontem que estávamos rindo juntas de tantas coisas... E ao mesmo tempo que continua tudo igual também está tudo tão diferente... O dia acorda cedinho e a rotina não deixa espaço para muita coisa mas as horas passam em outro tempo, as coisas acontecem com um gosto diferente... Eu sinto falta da minha mãe e por mais que as pessoas me falem pra esquecer, por mais que me digam que acabou eu não consigo deixar de sentir... São 35 anos de amizade... ela me carregou em sua barriga, me amamentou mesmo com o peito sangrando... ela cuidou de mim com carinho e dedicação, dormiu anos do mesmo lado da cama virada pra mim para eu poder segurar em sua orelha a noite... rs... ela sempre contava essa história... Ela me levava a escola, chorou no meu primeiro dia de aula, levava sapatos secos quando eu molhava as meias na chuva... ela ficava no portão até eu subir o ultimo degrau e sumir no corredor das salas de aula... Ela me ajudou a crescer, secou minhas lágrimas, comprou uma lousa pra me ajudar quando eu confundia o m com o n ... Era ela e eu, o tempo todo, durante muito tempo eramos somente ela e eu... Ela ficou em silêncio quando eu me apaixonei pelo primeiro cafajeste e permitiu que eu chorasse e me levou pra balada pra eu esquecer... rs... Conheceu meu primeiro namorado, arrumou meu primeiro emprego, amassou meu maço de cigarros e gritou como uma louca quando comecei a fumar... ela conhecia minhas amigas, conhecia minhas loucuras... me deixou ser criança depois me deixou ser jovem e curtiu comigo todas as fases... sempre.... Namoramos juntas, saímos juntas, amadurecemos juntas e sossegamos juntas... Ela organizou meu casamento, meus partos, minha casa, minha vida... e durante todo o tempo permaneceu ao meu lado mesmo quando eu nem percebia que ela estava lá.... E quando o bicho pegava e eu não sabia pra onde correr era nela que eu encontrava a solução pra tudo... sempre... Se meu coração estava partido o dela também estava e se meus olhos estavam alegres os dela também estavam... Fizemos muita bobagens juntas, quebramos a cara juntas e aprendemos juntas a sempre ser fortes e justas e honestas... Não havia mais ninguém no mundo que me entendesse como ela, que conhecesse meu coração como ela... Quando as minhas filhas tinham problemas ela era a única que sofria como eu, que amava como eu... quando elas aprendiam algo novo ela era a única capaz de se emocionar comigo... Quando meu marido conseguiu o primeiro bom trabalho ela chorou e quando eu conquistava algo ela me apoiava... sempre... Ela me telefonava o tempo todo, me contava cada pedacinho do seu dia e eu pra ela... Quando eu estava triste, confusa ou perdida ela me ouvia e no dia seguinte me ligava pra saber se eu estava melhor... Passamos os últimos meses mais unidas do que nunca e quando ela dormia eu olhava pra ela e sentia meu coração ficar pequeno no peito... tinha tanto medo de viver sem ela... e quando ela se foi eu fiquei tão só e não tinha a menor ideia de como seguir... ainda não tenho... e é tão injusto o mundo exigir que eu a esqueça, que apague dos meus dias a minha melhor amiga, a minha companheira por 35 anos... Eu acordo cedinho e essas perguntas ficam na minha cabeça... Onde está minha mãe ? Será que ela já acordou ou será que nem dormiu... como está minha mãezinha... Eu tenho fé, creio em Deus e sei que Jesus jamais abandonaria minha mãe... mas a saudade é tão grande as vezes que nada parece poder cobrir esses espaços... e dói... dói na garganta, como quando engolimos um pedaço grande demais de carne... dói no estômago como quando passamos muito tempo sem comer... dói no coração... E por mais que tantos amigos queridos me digam para não sentir eu continuo sentindo... E sinto falta de tantas coisas e tenho medo de tantas outras... Perder pessoas que amamos num espaço tão curto de tempo não é fácil... eu perdi duas grande amigas e perdi um pedaço de mim quando disse adeus a elas... e hoje eu não sei onde elas estão e isso me deixa tão triste e solitária... Eu temo pelo futuro, por meu pai, pela sua recuperação... e todas essas coisas eu tenho que carregar sozinha em meu coração e é tão injusto e solitário... Hoje está um dia lindo e tudo está como sempre foi... mas meu coração já não consegue ter a mesma alegria... e por mais que eu saiba que mil mensagens chegarão até mim dizendo pra ter força, pra ter fé e pra esquecer... ainda assim parece uma missão difícil demais pra eu conseguir sozinha... A casa está vazia, o silêncio é tão intenso... e não há cura pra isso, não existem opções, não ha nada que eu possa fazer para trazer de volta o que antes existia... Tudo que eu posso fazer é seguir e é o que tenho feito, com esperança e com um sorriso no rosto... com fé em Deus e lutando contra a tristeza... mas esquecer eu não consigo... e de vez em quando eu choro sim, choro por tanta coisa que não poderei viver mais, por tantas coisas que sei que não terei ninguém pra dividir... Resta minha oração, meu desejo profundo de que ela esteja bem, minha gratidão eterna por seu amor e minha fé de que um dia nos encontraremos novamente e tudo será mais simples, mais fácil e menos solitário... Não sei se aí no céu é segunda feira mãe, mas que seja um dia de luz pra vc, um dia de vitórias e superações... que seja um lindo dia pra vc e que algum anjo bom possa te levar meu beijo de amor. As meninas e eu te amamos mais que tudo e jamais esqueceremos seu sorriso, sua força e seu amor... Que o tempo seja bondoso conosco e que a certeza do reencontro possa acalmar nossos corações. Te amo muito viu, sinto muito por não ter falado isso mais vezes pra vc... Fica com Deus e até logo.

sábado, 20 de abril de 2013

Namaste



Bem cedinho um fiozinho de sol já invadia minha sala por um vão da cortina... como que me convidando a abrir as portas para a vida que se renova a cada amanhecer... Os passarinhos cantavam alegres, meus cachorros esperavam pelo meu bom dia e o café já espalhava o cheirinho de um novo dia pela cozinha... Minhas filhas levantaram e já vieram para pertinho de mim com aquelas carinhas mais lindas que tanto me dão esperança e amor... 

Nem tudo é como eu gostaria que fosse, nem todas as lembranças são alegres, não tenho aqui todos que gostaria de abraçar... mas sei que tenho muito mais do que posso agradecer e sei que por um laço invisível de amor e gratidão estamos todos ligados e unidos para sempre... 

E quando vou até o portão e sinto o calor do dia no meu rosto sei que tudo vai dar certo e sei que tudo está certo... Ainda que eu não veja, ainda que eu não entenda, ainda que todos ao redor não entendam... eu ainda acredito, ainda sinto em meu coração esse calor reconfortante que me faz sorrir... 

E essa é minha maneira de ter fé, de acreditar na vida, de manter vivo meu amor e minha esperança. E com os olhos fechados eu mando meu bom dia para todos que não estão mais aqui comigo, dou um sorriso e volto para o meu café...

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Laços eternos...



Eu agradeço... ao sol que nasce mesmo nos dias mais tristes, as estrelas que iluminam mesmo as noites mais escuras. As crianças que preenchem de esperança todos os espaços vazios... ao amor que sobrevive até as distâncias que não podemos ultrapassar... Agradeço a vida que sempre trás um novo caminho e agradeço a Deus por me dar a oportunidade de perceber que sempre existe um motivo para seguir... Agradeço a Jesus por ter nos ensinado o amor. Eu agradeço por tudo que tenho e que já tive e agradeço pela certeza do reencontro que é o que acalma o coração de todas as pessoas que passam pela perda e pela dor da ausência. Agradeço de todo meu coração por todos os laços que mantém juntos aqueles que se amam e se respeitam. 

Porque o amor que nos une o câncer não pode levar... porque o amor que nos une nada poderá mudar ! Saudade eterna da minha mãezinha... com amor e saudade mas sem tristeza... porque sempre existirá um lindo dia nascendo mesmo depois das noites mais escuras...

Até breve ! 

15/03 - Meu pai !



Hoje é aniversário do meu pai, José Roberto Barbosa, uma das pessoas mais tranquilas e serenas que já conheci... não tenho nenhuma lembrança de meu pai gritando, esbravejando ou falando coisas ruins sobre alguém. Ele gosta de pescar, tocar violão e ir para o Mato Grosso... e durante toda sua vida, se ele não estava trabalhando estava fazendo uma dessas coisas... Uma vida simples de trabalho, uma vida de amigos e família. Meu pai hoje não está em casa, ele está ha 3 semanas em uma casa de apoio em Botucatu fazendo radioterapia, em dezembro ele tirou um tumor de mais de 4 centímetros da cabeça... meu pai teve que parar toda sua vida desde então, passou por uma cirurgia de quase 7 horas, ficou na uti entubado, perdeu a capacidade de fazer várias coisas que ele fazia... como tocar violão... mas durante todo o tempo em que ele estava assim ele simplesmente sorria quando falávamos com ele... não falava quase nada, andava com dificuldade e não lembrava de coisas simples... mas continuava sorrindo... o tempo todo. Hoje ele está bem, conversa, faz piada, faz planos.... não ligou de raspar a cabeça porque disse que tinha pouco cabelo mesmo... Ele tem mais umas 20 sessões de radioterapia pra fazer e logo começa a quimio com os comprimidos de Temodal, mas não vi em nenhum momento ele reclamando. No dia em que levei ele no neuro com os exames e foi diagnosticado eu chorei muito, ele não estava falando quase nada então ele saiu comigo na calçada parou do meu lado e me abraçou em silencio... Foi uma luta árdua para conseguir a cirurgia, gastamos tudo que tínhamos... e está sendo uma luta mais árdua ainda o tratamento... ele está longe de casa, longe da família, em um lugar estranho, passando por um tratamento pesado, mas todos os dias quando ligo pro meu pai e pergunto como ele está ele responde " To bem filha, graças a Deus" ... Eu fiquei com ele antes, durante e depois da cirurgia, cuidei dele o tempo todo que pude estar lá... mas hoje estou 6 horas de distância do meu pai e não vou poder dar um abraço de feliz aniversário nele... A vida segue aqui independente de minhas dores e eu não sou só no mundo e preciso seguir junto com os meus... escola, trabalho, marido, casa... todas essas coisas me trouxeram embora quando meu pai mais precisava... Sinto profundamente não estar lá hoje quando ele voltar pra casa para o fim de semana, sinto profundamente não abraçar meu pai... Minha mãe se foi e as coisas ficaram difíceis por aqui e não é fácil viajar para tão longe sem dinheiro...rs... sempre essa porcaria de dinheiro... Se ela estivesse aqui me emprestava ( ele sempre emprestava ) mas como ela não está eu fico aqui, longe de meu pai no dia de seu aniversário... Já passei outros longe desse, mas esse ano tudo está diferente e não queria deixar passar esse momento... mas não vou me lamentar, vou fazer como meu pai e apenas sorrir... Algumas pessoas me perguntam se não tenho medo do Câncer, da genética dos meus pais e eu digo que não tenho medo, tenho orgulho, orgulho da genética de guerreiros que corre em minhas veias... Minha mãe foi uma guerreira, lutou bravamente com humildade e amor e meu pai é um guerreiro, luta sorrindo contra essa doença tão cruel ... Hoje é aniversário de um desses guerreiros, meu paizinho tão querido e que eu tanto amo ( minha mãe morria de ciúmes dele rs )... e tudo que eu tenho a pedir a Deus é que permita a cura dele, permita a recuperação total, permita que ele continue presente em minha vida... Eu te amo pai, te admiro, sou sua fã... vc sabe disso... procuro seguir seu exemplo o tempo todo em minha vida... Quero que vc saiba que todos os dias eu peço a Deus por você, todos os dias eu falo com Ele e imploro para que tudo de certo... vc nunca sai do meu pensamento e do meu coração... nunca... Que esse seja um aniversário especial, mais cheio de vida e de amor, que seja a comemoração de um milagre, porque vc sabe o que os médicos diziam e acredite pai... é um verdadeiro milagre o que você vive hoje... andando, conversando e se quiser até tocando um violão...rs... Não posso estar aí com vc agora mas logo tudo se resolve por aqui e nós voltamos, vamos encher sua casa de brinquedos e vamos passar bons dias juntos. Parabéns paizinho querido, parabéns pelo seu aniversário e pelo exemplo de pessoa que você é. Eu te amo !

O Câncer do mundo...

Analisando friamente tudo que se transformou dentro de mim nos últimos meses acho que posso dizer que me tornei uma pessoa chata... ainda mais chata do que sempre fui...rs... Simplesmente não consigo mais achar graça em certas coisas, não tolero mais futilidade, comentários que ridicularizam, falsidade, fofoca... Me irrita ver gente desperdiçando a vida, perdendo tempo com coisas pequenas... me incomoda ver gente que tem tudo para ser feliz e vive reclamando pelos cantos... gente que faz questão de não olhar ao redor... E não consigo evitar, é mais forte que eu... quando eu vejo alguém que tem casa, saúde, família, que tem todos ao redor, que nunca passou por uma UTI, que nunca teve que conviver com a dor, gente que não imagina o que é viver com saudade, gente que acorda de manhã com todos os motivos para ser grata e passa o dia com cara feia, fazendo questão de resmungar e se lamentar por tudo... Pelo amor de Deus gente, olhem ao redor, valorizem o que possuem.... se você não tem hoje que passar o dia em um hospital, se você acordou hoje com saúde, se todos ao seu redor estão em pé e com força para viver o dia, isso já é motivo para ser feliz. Nada mais importa, nada mais merece sua preocupação... o resto é bobagem, é nada... Aproveite quem ainda está ao seu lado, aproveite cada minuto, cada segundo, cada novo dia ao lado de sua família, de seus pais, seus filhos, seus netos, seus amigos... Tudo o que muitos queriam era estar agora com os netinhos no colo, tudo que muitos queriam era estar agora ligando para seus filhos e combinando um almoço de domingo, tudo que muitos queriam era levantar agora e olhar para o céu, andar pela rua, pegar um ônibus para ir para o trabalho, perder duas horas no trânsito, lavar duas máquinas de roupa, passar a manhã no fogão... acredite... isso tudo que você está aí reclamando é o que todos dentro de um hospital gostariam de estar fazendo... Enquanto você está aí reclamando da vida tem um monte de gente que só queria ter uma vida para viver... que só pede a Deus pela chance de ver novamente o mundo, de poder cuidar dos filhos, abraçar um parente distante, cuidar dos netos, andar pela rua... ou simplesmente levantar da cama... Eu quando me pego reclamando de alguma coisa paro e sinto vergonha, peço desculpas a Deus e seco meus olhos pq apesar de tudo eu estou viva e só isso já é motivo suficiente para agradecer o dia todo e sorrir para todos que cruzarem meu caminho... Se você é o tipo de pessoa que vive triste, que se acha injustiçado pelo mundo, se você acorda de manhã nervoso, se você resmunga quando vai receber uma visita, se perde seu tempo olhando defeito nos outros... se você é do tipo que reclama do transito, do garçom, do chefe, da vizinha, dos filhos, dos pais... se você agora está aí na sua zona de conforto, rodeado de aconchego e de cara feia para a vida... faça um favor para você mesmo e acorde para a ...abra os olhos para tudo ao seu redor... Você se sentiria envergonhado se soubesse realmente o que é problema, se fizesse a mínima ideia do que milhares de pessoas estão vivendo agora. Nesse mesmo minuto tem gente enterrando seu único filho, nesse exato momento tem gente em sala de cirurgia, tem gente que agora está na rua sem saber como voltar para casa sem comida para a família, tem gente que está aprendendo a viver sem as pernas, tem criança morrendo de fome, tem mãe longe do filhos... nesse exato momento tem gente sofrendo tanto que você jamais conseguiria ter ideia... Minha mãe, depois de meses no hospital só tinha um desejo... ela queria viver.. só isso... queria pegar minhas filhas no colo, ver elas crescendo... e como ela todos naquele hospital tinham somente esse único desejo... viver. Então se você tem aí nas mãos sua vida.... vá viver... aproveite os que estão por perto porque eles podem não estar amanhã... Não somos nada, tudo muda em questão de segundos, um dia tudo se perde, um dia acordamos e tudo se transformou... Não desperdice nem mais um minuto com nada que não seja amor...

Saudade



Saudade é uma coisa esquisita que aperta por dentro... Aparece logo cedinho e vai amenizando com a correria do dia e daí volta forte em qualquer momento... uma música, uma fotografia, um poema, um vento no rosto... Tenho saudade de tantas coisas, saudade de uma vida que era fácil de viver, saudade dos tempos em que o coração batia de leve, um tempo em que tudo era simples de sentir... Coisas simples são as que deixam mais saudade, pequenos detalhes que fazem a diferença e que dói não ter mais... Hoje eu queria você pra conversar, só pra falar da vida, contar o que tenho feito, falar dos planos, dos sonhos, dos medos bobos... a Duda teve febre e eu senti falta de você pra sentir preocupação comigo... Somos sozinhas sem você mãe... eu sou sozinha sem você aqui comigo... e tudo está tão diferente...

Saudade é o amor que fica...

Artigo do Dr. Rogério Brandão, Médico oncologista

Como médico cancerologista, já calejado com longos 29 anos de atuação profissional (...) posso afirmar que cresci e modifiquei-me com os dramas vivenciados pelos meus pacientes. Não conhecemos nossa verdadeira dimensão até que, pegos pela adversidade, descobrimos que somos capazes de ir muito mais além.

Recordo-me com emoção do Hospital do Câncer de Pernambuco, onde dei meus primeiros passos como profissional... Comecei a freqüentar a enfermaria infantil e apaixonei-me pela oncopediatria. Vivenciei os dramas dos meus pacientes, crianças vítimas inocentes do câncer. Com o nascimento da minha primeira filha, comecei a me acovardar ao ver o sofrimento das crianças.

Até o dia em que um anjo passou por mim! Meu anjo veio na forma de uma criança já com 11 anos, calejada por dois longos anos de tratamentos diversos, manipulações, injeções e todos os desconfortos trazidos pelos programas de químicos e radioterapias. Mas nunca vi o pequeno anjo fraquejar. Vi-a chorar muitas vezes; também vi medo em seus olhinhos; porém, isso é humano!

Um dia, cheguei ao hospital cedinho e encontrei meu anjo sozinho no quarto. Perguntei pela mãe. A resposta que recebi, ainda hoje, não consigo contar sem vivenciar profunda emoção.

— Tio, — disse-me ela — às vezes minha mãe sai do quarto para chorar escondido nos corredores... Quando eu morrer, acho que ela vai ficar com muita saudade. Mas, eu não tenho medo de morrer, tio. Eu não nasci para esta vida!

Indaguei:

— E o que morte representa para você, minha querida?
— Olha tio, quando a gente é pequena, às vezes, vamos dormir na cama do nosso pai e, no outro dia, acordamos em nossa própria cama, não é? (Lembrei das minhas filhas, na época crianças de 6 e 2 anos, com elas, eu procedia exatamente assim.)
— É isso mesmo.
— Um dia eu vou dormir e o meu Pai vem me buscar. Vou acordar na casa Dele, na minha vida verdadeira!

Fiquei "entupigaitado", não sabia o que dizer. Chocado com a maturidade com que o sofrimento acelerou, a visão e a espiritualidade daquela criança.
— E minha mãe vai ficar com saudades — emendou ela.

Emocionado, contendo uma lágrima e um soluço, perguntei:
— E o que saudade significa para você, minha querida?
— Saudade é o amor que fica!

Hoje, aos 53 anos de idade, desafio qualquer um a dar uma definição melhor, mais direta e simples para a palavra saudade: é o amor que fica!

Meu anjinho já se foi, há longos anos. Mas, deixou-me uma grande lição que ajudou a melhorar a minha vida, a tentar ser mais humano e carinhoso com meus doentes, a repensar meus valores. Quando a noite chega, se o céu está limpo e vejo uma estrela, chamo pelo "meu anjo", que brilha e resplandece no céu.

Imagino ser ela uma fulgurante estrela em sua nova e eterna casa. Obrigado anjinho, pela vida bonita que teve, pelas lições que me ensinaste, pela ajuda que me deste. Que bom que existe saudade! O amor que ficou é eterno.

Gentileza sempre e amor no coração...

Quando eu era pequena eu tinha aula de religião na escola, lembro pouco das coisas que aprendi nessas aulas mas lembro perfeitamente da freira que dava aulas pra minha turminha... Um dia eu estava assustada com alguma coisa no banheiro e ela entrou pra conversar comigo, não lembro o que ela disse mas lembro dela ter secado meu rosto, segurado minha mão e sorrido pra mim... ela usava um óculos de lentes verdes e dava pra ver que seus cabelos eram lisos e escuros por baixo no lenço que usava na cabeça... Eu fiquei naquela escola até a oitava série e sempre que via ela passar pelos corredores sentia uma grande paz no meu coração. Pessoas assim fazem a diferença, pessoas boas, de coração puro, que espalham amor por onde passam... acho que na verdade é isso que está em falta no mundo. Hoje em dia todo mundo acha que tem um conselho pra dar, que tem uma solução para a vida do outro, que é sábio, que é perfeito, que é bom... todo mundo quer ter o que falar, todo mundo chega perto de você e quer te apontar o caminho... mas ninguém mais quer secar as lágrimas de ninguém, não existem mais pessoas que apenas seguram as mãos dos que sofrem, não vejo mais pessoas que consigam simplesmente sorrir e ouvir, dar um abraço, dar um colo... O mundo hoje é competitivo e se você quer se destacar tem que mostrar trabalho, tem que levantar a voz e sacudir os braços... tem que gritar, levantar multidões, tem que ser líder, tem que ser caridoso de carteirinha... ninguém mais se interessa pelo prazer de dar um sorriso, pelo prazer de um toque de amor... ninguém mais vai te buscar no banheiro se você estiver assustado. Fazer o bem sem platéia não interessa mais... Hoje em dia o "amigo" entraria no banheiro e te daria um belo sermão, afinal de contas amigo que é amigo não passa a mão na cabeça... os amigos de hoje chegariam com um belo discurso, arrancariam o resto de coração que você ainda tivesse, vomitaria algumas verdades na sua cara, te tiraria mais algumas lágrimas e sairia orgulhoso do banheiro... afinal amigo que é amigo tem mais é que vomitar umas belas de umas verdades na tua cara e com a voz bem alta, e com o olhar bem duro... nada de palavra de carinho, nada de sorriso, nada de abraço quietinho... isso é coisa do passado, não pode mais... O mundo mudou, hoje não pode mais ter aula de religião, de educação moral e cívica, professor não pode falar de amor, não pode mais dar a mão nem abraçar, não pode pegar criança no colo, não pode contar história, não pode nem sorrir... hoje o mundo é duro e quem ama se sente na obrigação de ensinar o outro a ser duro, a ter força pra sobreviver... amigo que é amigo hoje em dia não pode mais esperar o tempo do outro, nem ser gentil, muito menos respeitar... amigo que é amigo tem que te jogar na cara um monte de verdade ( ainda que não sejam as suas verdades )... Amigo que é amigo vai mesmo é te dar um belo de um esporro se você se esconder no banheiro... ele vai te falar "levanta daí seu fracote, vai encarar a vida, pega sua dor e joga no lixo que hoje em dia as pessoas não podem mais perder tempo chorando não ! Vai viver, vai aprender, vai correr atras do prejuízo que a vida é foda." Mas eu não... eu sinto saudade da irmã da minha antiga escola, com seu olhar bondoso, seu sorriso doce e sua maneira simples de silenciosamente colocar esperança e amor no coração das crianças que ela tinha para cuidar... Ela falava pouco, e quando falava era bem baixinho, nunca vi ela dando bronca nem fazendo discurso... ela respeitava cada um de nós, ajudava a gente a passar pelos problemas e sorria quando via que tínhamos conseguido... Acho que ela sabia que cada um tem um tempo, que cada um passa pelo que precisa passar, que a única maneira de ajudar era estar por perto, sendo amiga e dando o exemplo... Minha mãe sempre dizia que era difícil pagar aquela escola mas que ela tinha orgulho de me ver ali, com aquele uniforme bonito que ela queria usar quando criança... hoje eu agradeço a minha mãe, não apenas pelo uniforme mas pelos valores que me deram ali... Nem todo mundo tem a oportunidade de conhecer gente boa de verdade, gente que sabe fazer a diferença... gente que sobrevive 30 anos no coração de outra pessoa... Ah quem dera minhas filhas tivessem a sorte de ter amigos assim, que passassem sempre as mãos carinhosas em suas cabeças... mostrando os erros sem palavras cruéis, quem dera que elas possam sobreviver a esses tempos tão tristes dos corações humanos sem perder a doçura, sem perder a gentileza... E se um dia elas caírem eu desejo um amigo que fale baixinho "machucou ? não corre mais não" do que um salvador que grite nos seus ouvidos " caiu porque correu, agora aguenta a ferida sem chorar porque a vida é assim !" Que Deus coloque na vida delas amigos verdadeiros que não se importem com seus erros, que não julguem suas quedas, que não tenham a pretensão de salvar suas vidas... que Deus coloque em suas vidas apenas bons amigos, que possam estar sempre presentes e que tenham sempre um sorriso acolhedor em seus rostos... Ah bom Deus... que o mundo possa ser mais gentil com minhas pequenas, que as pessoas não percam a bondade, que não endureçam seus corações... Que eu consiga ensinar pra elas que tudo pode ser perdoado, que nenhuma palavra vale mais que um abraço, que a vida é bonita e que o tempo é curto e que não vale a pena perder tempo julgando ninguém... e que acima de tudo elas possam crescer entendendo que amor é respeito e que respeito não impõe regras nem atitudes... Que elas possam guardar em seus corações esses tempos em que gentileza e amor eram valores a se admirar, e que elas nunca se transformem nessas pessoas que hoje fazem parte da multidão e que com o coração fechado não sabem mais abrir os braços... que elas nunca se transformem nessas pessoas de hoje que ensinam gritando, amam se afastando e que acreditam que amizade é tapa na cara e que ser bom é ser cruel... Eu bem sei que o mundo é duro e que a vida não é cor de rosa, mas que ainda assim elas possam sempre acreditar que um bom abraço salva muito mais que qualquer discurso.

Rubem Alves... adoro

Sempre perfeito !


segunda-feira, 15 de abril de 2013

Bons exemplos

Quando eu era pequena eu tinha aula de religião na escola, lembro pouco das coisas que aprendi nessas aulas mas lembro perfeitamente da freira que dava aulas pra minha turminha... Um dia eu estava assustada com alguma coisa no banheiro e ela entrou pra conversar comigo, não lembro o que ela disse mas lembro dela ter secado meu rosto, segurado minha mão e sorrido pra mim... ela usava um óculos de lentes verdes e dava pra ver que seus cabelos eram lisos e escuros por baixo no lenço que usava na cabeça... Eu fiquei naquela escola até a oitava série e sempre que via ela passar pelos corredores sentia uma grande paz no meu coração. Pessoas assim fazem a diferença, pessoas boas, de coração puro, que espalham amor por onde passam... acho que na verdade é isso que está em falta no mundo. Hoje em dia todo mundo acha que tem um conselho pra dar, que tem uma solução para a vida do outro, que é sábio, que é perfeito, que é bom... todo mundo quer ter o que falar, todo mundo chega perto de você e quer te apontar o caminho... mas ninguém mais quer secar as lágrimas de ninguém, não existem mais pessoas que apenas seguram as mãos dos que sofrem, não vejo mais pessoas que consigam simplesmente sorrir e ouvir, dar um abraço, dar um colo... O mundo hoje é competitivo e se você quer se destacar tem que mostrar trabalho, tem que levantar a voz e sacudir os braços... tem que gritar, levantar multidões, tem que ser líder, tem que ser caridoso de carteirinha... ninguém mais se interessa pelo prazer de dar um sorriso, pelo prazer de um toque de amor... ninguém mais vai te buscar no banheiro se você estiver assustado. Fazer o bem sem platéia não interessa mais... Hoje em dia o "amigo" entraria no banheiro e te daria um belo sermão, afinal de contas amigo que é amigo não passa a mão na cabeça... os amigos de hoje chegariam com um belo discurso, arrancariam o resto de coração que você ainda tivesse, vomitaria algumas verdades na sua cara, te tiraria mais algumas lágrimas e sairia orgulhoso do banheiro... afinal amigo que é amigo tem mais é que vomitar umas belas de umas verdades na tua cara e com a voz bem alta, e com o olhar bem duro... nada de palavra de carinho, nada de sorriso, nada de abraço quietinho... isso é coisa do passado, não pode mais... O mundo mudou, hoje não pode mais ter aula de religião, de educação moral e cívica, professor não pode falar de amor, não pode mais dar a mão nem abraçar, não pode pegar criança no colo, não pode contar história, não pode nem sorrir... hoje o mundo é duro e quem ama se sente na obrigação de ensinar o outro a ser duro, a ter força pra sobreviver... amigo que é amigo hoje em dia não pode mais esperar o tempo do outro, nem ser gentil, muito menos respeitar... amigo que é amigo tem que te jogar na cara um monte de verdade ( ainda que não sejam as suas verdades )... Amigo que é amigo vai mesmo é te dar um belo de um esporro se você se esconder no banheiro... ele vai te falar "levanta daí seu fracote, vai encarar a vida, pega sua dor e joga no lixo que hoje em dia as pessoas não podem mais perder tempo chorando não ! Vai viver, vai aprender, vai correr atras do prejuízo que a vida é foda." Mas eu não... eu sinto saudade da irmã da minha antiga escola, com seu olhar bondoso, seu sorriso doce e sua maneira simples de silenciosamente colocar esperança e amor no coração das crianças que ela tinha para cuidar... Ela falava pouco, e quando falava era bem baixinho, nunca vi ela dando bronca nem fazendo discurso... ela respeitava cada um de nós, ajudava a gente a passar pelos problemas e sorria quando via que tínhamos conseguido... Acho que ela sabia que cada um tem um tempo, que cada um passa pelo que precisa passar, que a única maneira de ajudar era estar por perto, sendo amiga e dando o exemplo... Minha mãe sempre dizia que era difícil pagar aquela escola mas que ela tinha orgulho de me ver ali, com aquele uniforme bonito que ela queria usar quando criança... hoje eu agradeço a minha mãe, não apenas pelo uniforme mas pelos valores que me deram ali... Nem todo mundo tem a oportunidade de conhecer gente boa de verdade, gente que sabe fazer a diferença... gente que sobrevive 30 anos no coração de outra pessoa... Ah quem dera minhas filhas tivessem a sorte de ter amigos assim, que passassem sempre as mãos carinhosas em suas cabeças... mostrando os erros sem palavras cruéis, quem dera que elas possam sobreviver a esses tempos tão tristes dos corações humanos sem perder a doçura, sem perder a gentileza... E se um dia elas caírem eu desejo um amigo que fale baixinho "machucou ? não corre mais não" do que um salvador que grite nos seus ouvidos " caiu porque correu, agora aguenta a ferida sem chorar porque a vida é assim !" Que Deus coloque na vida delas amigos verdadeiros que não se importem com seus erros, que não julguem suas quedas, que não tenham a pretensão de salvar suas vidas... que Deus coloque em suas vidas apenas bons amigos, que possam estar sempre presentes e que tenham sempre um sorriso acolhedor em seus rostos... Ah bom Deus... que o mundo possa ser mais gentil com minhas pequenas, que as pessoas não percam a bondade, que não endureçam seus corações... Que eu consiga ensinar pra elas que tudo pode ser perdoado, que nenhuma palavra vale mais que um abraço, que a vida é bonita e que o tempo é curto e que não vale a pena perder tempo julgando ninguém... e que acima de tudo elas possam crescer entendendo que amor é respeito e que respeito não impõe regras nem atitudes... Que elas possam guardar em seus corações esses tempos em que gentileza e amor eram valores a se admirar, e que elas nunca se transformem nessas pessoas que hoje fazem parte da multidão e que com o coração fechado não sabem mais abrir os braços... que elas nunca se transformem nessas pessoas de hoje que ensinam gritando, amam se afastando e que acreditam que amizade é tapa na cara e que ser bom é ser cruel... Eu bem sei que o mundo é duro e que a vida não é cor de rosa, mas que ainda assim elas possam sempre acreditar que um bom abraço salva muito mais que qualquer discurso.