sexta-feira, 24 de maio de 2013

Mais amor, por favor ! Gentileza gera gentileza !


Quando estava no IBCC com minha mãe, já no final, desesperada e buscando ajuda eu procurei uma médica oncologista no ambulatório, passei horas em pé na porta da sala dela e quando consegui entrar ela nem ao menos me deixou falar, olhou pra mim e disse " sua mãe vai morrer, ela está morrendo, não vou passar a mão na sua cabeça, sou grossa mesmo, desculpe, mas não tenho tempo pra perder com ela " .... Eu saí de lá chorando e perdida, sentei na calçada e fiquei esperando me acalmar para voltar para o quarto da minha mãe... fui até a ouvidoria e fiz uma reclamação formal, fui até a assistente social e falei que iria até os jornais se fosse o caso... No outro dia, outra médica me procurou, ela olhou pra mim e disse " as chances são tão poucas Paula, sua mãezinha está tão fraca, mas nós faremos tudo que estiver ao nosso alcance, ela vai ter o direito de lutar, mas mesmo que ela não consiga eu quero que você saiba que fez tudo por ela. " E eu nunca vou esquecer o dia que colocaram a quimio na minha mãe, a esperança que a gente tinha naquilo, a alegria da minha mãe ao perceber que não tinham desistido dela... As duas médicas tinham a mesma pessoa nas mãos, tinham o mesmo caso, a diferença é que uma olhou com os olhos do orgulho e outra com os olhos do amor... a segunda médica também não passou a mão na minha cabeça, ela não me deu falsas esperanças... mas ela encheu meu coração naquele dia de fé e tanto eu como minha mãe ficamos tão gratas a ela... Aquele foi um ato de amor e feito com amor... não o outro, não a dureza prepotente de uma médica que se acha deus, que tem o direito de tirar do outro a fé e a esperança... Vejo muitas pessoas dizerem com orgulho que " não passam a mãe na cabeça de ninguém", que "amigo mesmo é aquele que fala a verdade na cara", que " é melhor ser grosso do que ser falso" ... Mas vou dizer que discordo de tudo isso, não vejo bem nenhum em palavras duras nem em atitudes rudes, sempre existirá uma maneira doce e gentil de você demonstrar sua amizade e seu amor. Nós não imaginamos o que o outro está sentindo no momento que chega até nós, não fazemos ideia do tamanho da dor que possa estar em seu coração, não conhecemos o intimo das pessoas e não temos ideia do quanto nossas palavras podem levar a tristeza ou a solidão... Lembro com tristeza das vezes que já joguei palavras sem amor nos outros com a desculpa de que "era para o bem"... quanta prepotência meu Deus... peço que me perdoe por isso... Não é necessário ser falso para ser gentil e não é necessário ser grosso para falar a verdade... existe uma maneira tão mais doce de convivermos com o outro... basta descermos de nossa prepotência e olharmos para o lado com mais amor... Hoje quando vejo alguém elevar a voz para o outro, quando vejo alguém ironizando o outro, quando vejo alguém diminuindo outra pessoa... hoje quando vejo alguém vomitando suas verdades com orgulho e vaidade eu sinto tristeza... tristeza pelo que já fiz e pelo que já possa ter causado... e sinto tristeza pelos que ainda não sabem do mal que cometem usando palavras rudes justificadas em um suposto desejo de fazer o bem... Mais amor gente... por favor, mais amor !

Faça o bem !

Olhe atentamente ao seu redor e sempre encontrará uma maneira de ajudar... não é preciso muito... se vc não pode sair de casa, se tem um dia corrido... não importa... Sempre existe a possibilidade do amor e da solidariedade. As vezes uma palavra pode mudar o dia do amigo ao lado, um sorriso, um abraço apertado, um "vai dar tudo certo" , um elogio sincero, um simples olhar de confiança... Um dia quando estava no hospital com minha mãe uma moça da farmácia entrou na capela sentou ao meu lado e conversou comigo por 5 minutos... chorou comigo e me deu um abraço, ela mudou meu dia... uma vez quando minha mãe piorou eu olhei para o celular e tinha uma mensagem de um amigo distante e ele mudou meu dia... quando voltei para casa sem minha mãe minha vizinha veio no portão e me deu um abraço apertado e ela mudou meu dia... As pessoas estão ao nosso redor para serem amadas e queridas, todos precisamos de amor. A caridade não precisa ser um grande evento, se você não pode participar de uma campanha, se não pode sair para as ruas... se não tem como ir a um hospital... não tem problema... seja bom, espalhe o amor, olhe para o lado... e com certeza estará fazendo o bem ! Bom dia com muita alegria e esperança !!!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Pai, eu te amo !


Achei essa foto lá na casa do meu pai esse fim de semana... lembrei de quando eu era pequena e ele me levava para o escritório pra trabalhar com ele, lembro dele na mesa e tão grande... me apresentando para as pessoas... Eu sempre fui louca por ele, minha mãe tinha ciúmes disso...rsrsrs ... Quando ele mudou de cidade foi dureza pq eu sempre corria pra ele e sempre achava nele a maior paz do mundo, meu pai é o retrato da tranquilidade... isso me fez falta depois que ele se mudou... e a distância separou um pouquinho a gente, mas só da presença mesmo pq no coração meu pai nunca deixou de ser o meu herói, meu exemplo... Nunca vi ele gritando com ninguém, falando mau de ninguém, nunca vi ele reclamando da vida... meu pai tem um coração puro, ele é simples, honesto, verdadeiro... ao lado dele a vida fica mais fácil. Desde pequenininha eu lembro dele assim, um paizão todo bonzinho, tocando violão pra mim, falando baixinho, sorrindo, trabalhando... não tenho nenhuma lembrança ruim dele, nenhama discussão, nenhuma palavra aspera... nada... nunca... só coisa boa, só momentos de muito amor e paz. Eu venho embora da casa dele agora com a sensação de estar indo embora de casa, não tenho vontade de voltar pra São Paulo, não tenho alegria em sair de lá... e eu chego aqui e tudo fica triste novamente... Estar com ele me faz bem, acalma meu coração, me tranquiliza, me equilibra... sentar do lado dele e ficar falando da vida, rindo das coisas simples, deixando o tempo passar com a sensação de que está tudo certo, de que viver é fácil...isso é bom demais... Mesmo com todos os problemas e dificuldades ele está sempre tranquilo e sorrindo e quem está do lado dele acaba se contagiando por esse sossego, por essa paz... sempre foi assim com meu pai, desde que eu me lembro por gente é essa sensação que ele me passa. Ele me faz sentir querida, me faz sentir ser uma pessoa melhor, ele desperta em mim os melhores sentimentos e emoções... quando estou lá não me sinto sozinha e uma esperança boa nasce no meu coração, o mundo é mais bonito, as coisas são mais simples, o futuro é mais certo, a vida é mais fácil quando ele está pertinho de mim. Ele é parecido comigo, não é muito de falar nem de mostrar o que tá sentindo mas a gente se entende com o coração, não é preciso dizer nada nem fazer nada, basta estar pertinho e sabemos que tudo está bem. Meu sonho é ir embora pra perto dele, construir minha vida lá e criar minhas filhas naquele lugar, viver com o Fa e com as meninas a simplicidade daquele sossego, esquecer as tristezas da vida é passar meus dias ali no fim do mundo como dizem... poder ir todos os dias conversar com meu pai, sentar no sol do lado dele, ver as meninas correndo pelo quintal sem preocupações... Diferente do que tenho sentido aqui, lá a vida se reveste de amor e esperança e lá me sinto protegida, amada, querida... amparada... Meu pai é assim, não tem como não gostar dele... quem conhece sabe do que estou falando... e tenho muito orgulho de ser sua filha e de morar no seu coração. TE AMO PAI...

Eu creio em ti Senhor !


Cura Senhos os nossos vícios, cura nosso orgulho, nossa vaidade, nossa prepotência, nossos medos. Derrama sobre nós o Seu amor eterno, cobre com Seu manto todas as nossas feridas... O Seu amor é o único remédio para nós aqui na terra, que possamos saber receber esse amor para que nosso corpo também fique curado de todos os males, para que possamos aceitar o que precisa ser aceito e mudar o que precisa ser modificado. Amém.

Mais amor por favor !

Encontrar amor em tudo que a vida me trouxer é o que tenho buscado fazer em meus dias... ver mais amor no outro é o que tem me salvado. Respeitar as escolhas dos outros é um grande passo para a felicidade, aceitar sem julgar a atitude de quem está do lado é um ato de amor. Parar de comparar as pessoas, parar de analisar o outro baseado no que nós sentimos ou no que nós acreditamos é a chave para se viver em paz e em harmonia. Estamos nesse mundo para conviver e aprender mas isso é uma experiência individual, ninguém ensina nada a ninguém, a maneira como sentimos o outro é que ensina... O maior dos atos de amor não representará nada no coração de quem não está disposto a enxergar amor e o maior dos atos de ódio ou rancor pode representar uma infinidade de bons sentimentos para quem está disposto a ver o bem... Tudo depende do que você quer ver no outro, do que você está disposto a sentir, do que você é capaz de absorver do outro. Eu tenho aprendido a praticar isso, não é fácil mas compensa e traz muita paz e equilíbrio. De imediato a maioria das atitudes dos outros oferece várias interpretações e aí é que mora o erro, o perigo da vida... nós temos a mania de interpretar, de querer ler entre as linhas, de tentar desvendar o que o outro quer dizer ou fazer ou sentir... mas não percebemos que na maioria das vezes as pessoas dizem exatamente o que queriam dizer sem nada a esconder, sem nenhuma indireta ou nenhum sentimento escondido... Quando alguém me fala alguma coisa ou quando toma determinada atitude comigo e dentro de mim é despertado algum sentimento negativo eu paro e volto no que exatamente a pessoa disse ou fez pra mim... e percebo que o "ruim", o "negativo", o "mau" estava apenas no meu interpretar dos fatos, geralmente do outro não sai o ruim, o que importa é o que eu recolho do que o outro me enviou... e sempre terá algo bom para eu pegar pra mim, sempre terá amor no outro quando eu estiver disposto a recolher amor... e assim as pessoas se tornam amigas, se tornam importantes para o nosso crescimento. O importante é que sempre existe alguma coisa para aprender e isso não vem do outro, isso vem da maneira como eu olho para o outro e daí a importância de se confiar nas pessoas, de não passar a vida achando que quem está do seu lado não é sincero ou não tem amor por você... Se alguém te fala alguma coisa e você se sente ofendido então a pessoa está certa, caso contrário você não veria a ofensa, se alguém te magoa então a mágoa é sua, se alguém te julga então o julgamento é seu... só vemos nas atitudes alheias o que precisamos ver... tudo está sempre em nosso coração. Toda e qualquer atitude do meu próximo pode ser vista com amor e doçura, sempre existe alguma coisa boa para eu recolher, sempre existe amor porque somos feitos para o amor, somos feitos para isso e é isso que a vida espera da gente... Quando passamos a aceitar o amor no outro passamos a aceitar que algumas pessoas sabem mais e outras sabem menos e que isso não é ruim nem errado, é natural... e passamos a encarar o outro como professor, a recolher o que vimos como lições e fica mais fácil aceitar a crítica, pois passamos assim a aceitar que somos também alunos... Não e ruim. Um irmão mais velho dá bronca no mais novo quando vê ele errar e isso é um ato de amor... se passarmos a olhar todos ao nosso redor como irmãos teremos sempre o que aprender e o que ensinar e a vida fica mais leve e mais harmoniosa... Eu passei muito tempo presa a sentimentos ruins em relação as pessoas, presa nos julgamentos e condenações, perdi muito tempo desperdiçando amor e nutrindo rancor e hoje vejo que é muito mais fácil quando nos libertamos dessas amarrar, a vida fica mais bonita e o amor de Deus começa a se mostrar em tudo ao nosso redor. Aceitar isso não é mudar seu íntimo, não é abandonar suas verdades, não é se anular, muito pelo contrário, aceitar isso é crescer, e saber respeitar o que você é e ganhar a consciência do que precisa e do que não precisa ser melhorado em nós mesmos... Quando algo assim acontece comigo agora eu busco parar um momento e analisar com olhos de amor o que a vida me trouxe... o que isso pode me ensinar de bom e o que de bom eu posso manter em mim apenas melhorando com o que me deram ? Eu não preciso mudar minha essência, não preciso deixar de fazer o que gosto, não preciso parar de ser o que gosto de ser, mas sempre terei algo a acrescentar a meu coração, algo a ser modelado e transformado. Se meu ato desperta algo ruim no outro então existe alguma coisa a ser mudada no meu ato, não preciso deixar de fazer mas posso fazer diferente e isso é maravilhoso ! A vida é um mar de possibilidades, uma escola perfeita e generosa, de tudo eu posso tirar amor, de tudo eu posso tirar lições, só depende do caminho que eu resolver trilhar... Respeitar o outro sem julgamentos, aceitar conselhos, reconhecer o professor e o aluno, tomar tudo que chega até mim como uma lição amorosa de Deus é a grande pegada da vida. Quando nos deparamos com um momento de tristeza, de dor ou de desespero, quando alguém te provoca um sentimento ruim, quando tudo parecer triste e sem solução para por um instante e olhe com olhos de amor, saia da "vitima" e entre na "liberdade"... somos livres para escolhermos como queremos viver esses momentos, como queremos olhar para as pessoas... só depende de nós mesmos e ninguém vai pode fazer isso por nós... Todos teriam motivos para estar triste ou em depressão, ninguém está livre dos pesares da vida...eu mesma teria todos os motivos do mundo para estar triste, depressiva, chorando em baixo do meu cobertor, poderia estar lá onde estava a alguns meses atrás escrevendo de dor e de solidão, poderia estar gritando para o mundo o quanto a vida foi cruel comigo... mas eu resolvi olhar ao redor, ouvir os que estão ao meu lado, resolvi aceitar meus professores, resolvi mudar meu olhar e seguir outro caminho. Busquei ajuda e tenho recebido, pedi a Deus e Ele tem me dado tanto... muito mais do que pensei ser capaz de receber...Ser feliz ou ser triste só depende de mim e eu resolvi não ser triste mesmo que ainda não me sinta totalmente feliz... Dizem que só não tem jeito para a morte mas eu digo que não é verdade, mesmo para a morte existe uma maneira de se encontrar a vida... Quando alguém me diz que sou forte porque perdi minha mãe, minha amiga, porque meu pai ficou doente e ainda assim eu mantenho a fé eu digo que não é nada disso... eu não perdi minha mãe, não perdi minha amiga e meu pai está curado ! Não é preciso ser forte para ver essa maravilhosa verdade da minha vida... Deus não tirou nada de mim nem vai tirar, tudo está certo exatamente como está... não é preciso ser forte para se viver... De tudo eu posso tirar amor, a vida sempre terá amor para me oferecer... e eu não sei o que o amanhã me reserva mas sei que apenas receberei o que preciso receber e serei grata sempre, seja pelo que for... Transformar tudo ao meu redor em amor é o que Deus tem me ensinado, foi a maneira que Ele encontrou de me ajudar e sei que Ele está feliz comigo porque apesar de todos os meus erros Ele me ama e me aceita exatamente como eu sou... Sou grata a vida por tudo, por absolutamente tudo e hoje eu sei que não há nada que aconteça em minha vida em que eu não possa encontrar amor e isso sim me deixa forte. Recebo de braços abertos tudo que a vida me trouxer, recebo de braços abertos todos que a vida me trouxer e que eu possa receber tudo com amor e gratidão... sem julgamentos, sem mágoas, apenas com respeito... e que meus olhos possam ver sempre o amor porque tudo que for contrário ao amor com certeza precisa ser mudado apenas em mim em mais ninguém... E escrever isso me alegra muito, escrever o que sinto tem me ajudado muito porque o que escrevo desperta no outro o que existe dentro de mim e que muitas vezes eu não consigo perceber... é a maneira que a vida encontrou de me ajudar a superar meus erros e continuar lutando... E como ouvi em uma palestra esses dias, que cada um ao meu redor possa ser capaz de ouvir os conselhos do meu anjo protetor e que eles se tornem a sua voz em meus ouvidos... e que eu consiga receber essas bençãos com amor e gratidão !

Sim, o tempo cura !

Nem tudo será perfeito na sua vida, nem todas as pessoas vão te entender, nem todas vão te aceitar, algumas vão te ferir, outras vão machucar fundo mesmo... Você vai chorar, vai se desesperar, vai achar que não consegue... pode até pensar em desistir... Mas daí vem o tempo e te ensina que existe algo maior, algo que permanece e que floresce e que te acompanha por todas as tempestades... um amor tão puro e tão grandioso que te faz forte e que te leva adiante mesmo quando tudo parece ser tristeza e dor. E se você permitir, se abrir as portas do seu coração, esse amor vai te tomar por inteiro, vai curar as feridas, vai secar as lágrimas... E a escuridão se vai e a luz que fica vai mostrando uma estrada linda, cheia de esperança... E você começa a perceber que tudo está certo como está, que a vida segue como deve seguir, que a perfeição está em tudo e que é mais fácil viver com essa luz... e aquela mágoa já não machuca mais, e aquele rancor já não faz mais sentido... e tudo que é ruim é levado com o vento. O que permanece é luz e na luz não há mais espaço para dor, tudo que permanece é amor e no amor não há mais espaço para tristeza.... Existe um amigo que te ama tanto, um amigo que quer tanto te abraçar, e ele te aceita exatamente como você é, ele não te julga, não espera nada de você, ele te ama e quer caminhar com você, ele quer estar ao seu lado... ele quer te mostrar a verdade e a verdade é tão linda, tão pura, tão boa de sentir... Eu encontrei esse amigo no momento em que mais me sentia só, ele me pegou no colo e secou minhas lágrimas, me mostrou seu amor infinito, me presenteou com tantos anjos, me deu tanto sem pedir nada em troca... ele cuida de quem não posso cuidar, ele vai onde não posso ir... ele nunca me abandona. Esse meu amigo é Jesus e eu sinto ele a meu lado por todo o tempo... Obrigada amigo querido, obrigada por sua luz infinita em minha vida, obrigada pelo conforto de sua verdade, pela certeza da eternidade, pelas provas diárias de sua bondade, pelos seus cuidados, pelos anjos que você tem colocado ao meu lado... Obrigada ! Eu te amo !!!

sexta-feira, 17 de maio de 2013

A morte não existe !

Em algum tempo, em um futuro não muito distante, a palavra "morte" perderá o uso em nosso vocabulário... estamos a cada dia mais perto do entendimento real da vida, a ciência em conjunto com a espiritualidade trabalha sem cessar para que essa verdade libertadora se torne uma realidade em nossos corações. Nosso lugar não é aqui, estamos de passagem, nos revestimos de matéria densa para ultrapassarmos apenas um dos vários degraus que temos pela frente... no fundo, mesmo que inconscientemente todos sabemos que o que buscamos não é aqui nesse plano que encontraremos... no fundo, mesmo que escondido atrás de nosso materialismo todos sentimos uma pontinha de saudade de casa... e quando olhamos para o céu, para o azul infinito sentimos que em algum lugar existe uma legião de amigos esperando por nós e vibrando pelo nosso breve retorno. Com esse pensamento maravilhoso e consolador, com essa verdade repleta de luz a amor a morte passará a ser uma palavra sem uso, sem tradução... Ninguém morre, apenas voltamos para casa... e não há tristeza nisso, não há dor... existe sim saudade e lembrança... e acima de tudo esperança ! Viver é uma maneira extraordinária de superarmos nossos limites, de enfrentarmos nossos maiores desafios, de dominarmos nossos instintos, temos que nos agarrar com unhas e dentes a essa vida sim, com amor e esperança, carinho e respeito, pois é aqui que estamos e aqui que precisamos estar... mas nunca podemos esquecer nossa verdadeira natureza... somos seres espirituais, somos rastros de luz, somos pontos luminosos no coração de Deus... A morte não é nada, os que amamos permanecem como sempre foram, apenas mudam de vibração, se libertam da matéria e retornam para casa... E a saudade é apenas mais uma lição a aprender. Sentir saudade sem tristeza, manter a lembrança sem dor, cultivar os que se foram com naturalidade, aceitar com resignação a distância temporária... esses são grandes desafios que precisamos ultrapassar. Mas para isso existe apenas um único caminho e não há desvios nem atalhos... para isso precisamos de fé, uma fé ardente, uma fé intensa, uma fé maior que nosso próprio entendimento... É esse é caminho, é essa a resposta e é isso que estamos aprendendo aqui. O amor é sempre a resposta ! Obrigada Jesus !!!!

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Nos braços de Jesus

Na última vez que vi minha mãezinha com vida, eu soube que era chegado o momento da despedida, ela estava fraquinha e cansada e os médicos já não tinham mais recursos nem esperanças... Eu passei creme nas pernas e braços dela como sempre fazia, conversei com ela, arrumei seu cabelo e pedi para ficar sozinha com ela um pouco. Ela estava sedada na UTI e diziam que não me ouvia mas eu sabia que ela estava lá. Eu beijei ela e disse que tinha que ir embora mas que estava deixando Jesus com ela, e que se ela sentisse um carinho em seu rosto era Ele, então eu falei tchau, bati a porta do isolamento mas não saí, fiquei uns 5 minutos parada quietinha e então cheguei bem perto dela e passei de leve a mão no seu rosto para que ela achasse que era Jesus e não sentisse medo na hora de partir... deixei que minhas lágrimas caíssem em silêncio e saí pela outra porta sem fazer barulho... para que minha mãe acreditasse mesmo que era Jesus ao seu lado naquele momento... Eu desci aquelas escadas com o coração aos pedaços... eu queria tanto ficar ali com ela e era tão cruel deixar ela sozinha naquele momento... Mas no meu coração eu sentia que Jesus estava realmente lá com ela e que Nossa Senhora que ela tanto amava tinha ficado no meu lugar segurando a mão de minha mãezinha... Eles me ligaram no dia seguinte antes do horário da visita, eu já conhecia todo mundo e eles esperaram eu chegar para levar o corpo dela... eu entrei no quarto e abracei minha mãe com todo meu amor, pedi novamente para ficar sozinha com ela e disse " acabou mãe, agora você pode ir pra casa, chega de dor... você está curada" e fiquei abraçada no corpo dela até o pessoal da UTI me tirar dali... Foi o momento mais triste da minha vida e o momento de mais fé também... Hoje eu sei que minha mãe está curada, sei que está bem e que vive novamente... Passar pela tempestade que ela passou e sair inteira e com fé foi sua grande vitória... nós vencemos o Câncer no momento em que não permitimos que ele levasse nosso amor, nossa alegria e nossa fé.

terça-feira, 7 de maio de 2013

Vencendo o Câncer

Convido todos meus amigos a conhecer nossa página, um lugar de esperança e de amor, onde são bem vindos todos que queiram compartilhar a fé e comemorar a vida. Um lugar especial onde conheci pessoas maravilhosas e onde tenho aprendido que nada é por acaso nessa vida... E agradecemos as mais de 15 mil pessoas que já passaram por lá ! 

Vencendo o Câncer


O Câncer me ensinou...

Ontem depois da palestra no Amor em Ação, eu estava sentada mergulhada em meus próprios problemas e em minhas próprias dores e lamentações, aguardando me chamarem... então quando a porta do atendimento se abriu eu vi a Sra. Marisa, mãe do menino Vitor Hugo, assassinado da porta de seu prédio, e ela estava em pé com os trabalhadores da casa... organizando o atendimento, ajudando as pessoas que vão lá em busca de auxílio. Ela perdeu seu filho a pouco tempo de uma maneira tão dura e repentina, não sou capaz de avaliar sua dor... e ainda assim estava lá, disposta a ajudar, de pé, de cabeça erguida e coração aberto... ela poderia estar em casa, se entregando a dor, em depressão ou amargurada, mas ela não estava, ela estava de pé na minha frente disposta a me ajudar de alguma maneira, eu e todos os outros que estavam ali... Ela não estava na fila para ser atendida, não estava chorando, não estava gritando sua dor para o mundo, não estava clamando por justiça ou gritando por revolta, não estava se vitimizando ou lamentando nada... ela estava simplesmente lá ajudando o seu próximo... praticando o que havíamos acabado de ouvir, COMBATENDO O MAL COM O BEM... E eu parei por um minuto de sentir minha própria dor, parei por um minuto de olhar pra dentro de meu próprio coração e me senti envergonhada diante de Deus, me senti tão pequena diante daquele lugar e da luz que recebemos lá... e quando eu entrei na sala e sentei em meu lugar, fechei meus olhos e já não tinha tanto a pedir, meus motivos para ser grata já eram tão maiores que meus motivos para reclamar da vida, e eu simplesmente agradeci a Deus por estar lá, por todos que de uma maneira ou de outra me levaram até lá, por Jesus que tanto me acalantou nos momentos de tristeza, pela Maria Santíssima que nunca saiu do lado de minha mãe durante a dor, pelos amigos do outro plano que com tanto carinho e dedicação carregaram minha mãezinha nos braços no momento da despedida... Eu vim pra casa no carro que minha mãe deixou pra mim, com meu marido e minhas filhas, recebi o presente que elas fizeram pra mim na aulinha de evangelização, segurei firme os livros que tinha nas mãos, olhei ao meu redor e entendi que a vida é perfeita sempre, que depende apenas de como eu vou decidir viver e sentir os momentos que ela me oferece... percebi que é possível encontrar amor em tudo, que mesmo diante da morte temos a capacidade de encontrar esperança, que mesmo diante da dor temos a capacidade de continuar amando e tendo fé, que mesmo quando tudo parece dizer o contrário, ainda assim Deus está ao nosso lado e me quer sorrindo e crescendo e superando e mantendo minha fé Nele... E eu me senti na obrigação de dividir isso com o mundo, de compartilhar isso com as pessoas que passam por aqui, de mostrar pra todo mundo que seja qual for o seu problema agora, nada pode ser maior que o amor de Deus em sua vida, e que ainda que tudo possa parecer doloroso e triste, ainda assim existem tantos motivos para agradecer, tantas razões para ser grato... basta que passemos a olhar com os olhos do coração, basta entregarmos nossas vidas verdadeiramente para Deus... Hoje de manhã eu olhei para o céu e decidi não sentir tristeza, eu olhei para a imensidão azul e ouvi os pássaros cantando, minhas filhas sorrindo, a vida pulsando ao meu redor... e eu sorri, agradeci a Deus por tudo, mandei um oizinho pra minha mãe e sei que ela recebeu, sei que está bem exatamente como está e que não está sozinha... Um dia, quando o momento chegar, quero abraçar minha mãe novamente e contar pra ela o quanto aprendi com sua partida, quero que ela saiba o quanto aprendi com tudo que vivemos juntas, o Câncer não foi só sofrimento para nós, foi também um despertar de amor, união e gratidão... E eu sei que minhas filhas vão um dia agradecer a ela também e sei que independente do que aconteça nós estaremos bem... porque é isso que Deus quer para todos nós... ele quer que possamos seguir sempre com amor e respeito e com fé na vida... E minha mãe vai se orgulhar de ver que conseguimos todos sobreviver inteiros a essa tempestade, que saímos fortalecidos e mais maduros... Eu não sei ainda as lições que preciso tirar de tudo que tenho vivido, ainda não compreendo o propósito de tudo, realmente não sei como mudar tudo que precisa ser mudado em mim... mas eu sei de uma coisa... eu sei que não vou desistir... A mãe do menino ontem me ensinou de uma maneira diferente, as mesmas lições que minha mãe me ensinava naquele hospital... de não se entregar para a tristeza, de não perder a fé, de independente de tudo seguir sempre em frente... e se possível com um grande sorriso no rosto e muito amor no coração. OBRIGADA !

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Suco para quem está fazendo Quimioterapia



Por Sandra de Angelis

Os tratamentos contra o câncer evoluem rápido e cada vez mais a gente recebe notícias boas, de pessoas que venceram a doença.
Mas a quimioterapia, um dos tratamentos, pode provocar algumas reações aos pacientes, como enjoos e indisposição digestiva.
No mundo dos orgânicos tive acesso a uma receita, cuja proposta é acelerar o processo de recuperação celular e, segundo seus usuários, alivia os sintomas de quem está em tratamento.


Trata-se do suco verde, veja a receita:
Ingredientes (usar orgânicos)
- Água de 1 coco
- 3 folhas de couve
- 2 maçãs
- 1 pedaço de gengibre
- 1 pedaço de açafrão da terra


Preparo:
Pela manhã, bater com água de coco: 03 folhas de couve, duas maçãs, um pedaço de gengibre equivalente ao seu dedão e um pedaço de açafrão da terra, equivalente à unha do dedão, hortelã. Coar e tomar o “elixir dos deuses”.
Se você não conhece, o açafrão da terra é uma raiz semelhante ao gengibre, mas mais “magrinha”.
Ela tem uma coloração alaranjada e pequenas lascas do açafrão descascado podem e devem ser adicionadas à comida, qualquer uma, ao final do seu cozimento.
Pode ser no arroz, no feijão, na carne, um refogado e nas sopas.
Ele é quase “sagrado” na Índia, por ser considerado item obrigatório na culinária “ayurveda”.
Faz 6.000 anos que os sábios indianos recomendam seu uso, para o aumento da imunidade do organismo!


quinta-feira, 2 de maio de 2013

O Câncer pode ferir seu corpo mas nunca a sua alma ! O amor sempre vence !


Ontem estava lembrando da minha mãe quando ela foi internada no Hospital do Ipiranga, quando ela melhorou um pouco e já estava no quarto... Nós ficávamos passeando pelo corredor e conversando e no final tinha uma janela grande que dava para o parque. Nós sentávamos uma de cada lado do corredor e ela colocava o pé no meu colo... e todos que passavam por nós falavam um oi pra ela e ela sorria e fazia algum comentário alegre... Quando ela estava no quarto todos que passavam pela nossa porta falavam um oizinho pra ela e todos que dividiram o quarto com a gente se tornaram amigos... até hoje falo com todos. As enfermeiras, os médicos, os seguranças... todos perguntavam por ela quando eu descia... Eu não dava conta de responder as mensagens, os e-mails e os telefonemas... todos queriam notícias, todos rezavam por ela, todos faziam questão de ir lá e mostrar o quanto gostavam dela... E quando eu estava no quarto e o pessoal chegava eu ficava observando orgulhosa de ver como ela era querida e amada por todos... Minha mãe era assim, nunca desistia de nada, nunca se abalava com nada, nunca perdia a alegria, nunca permitiu que nada tirasse dela a alegria e a fé e a esperança. Ela amava e era amada ! Sempre ! Ela só parou de sorrir quando a dor ficou muito forte e a morfina já não ajudava muito... daí minha mãe parou de sorrir... mas não parou de ter fé... dormia praticamente o dia todo com o terço na mão e quando ela acordava me olhava e falava "ficar boa Pá, eu vou ficar boa filha" ... e me dava uma bronca porque eu estava com a mesma roupa, ou chorando ou com o cabelo bagunçado... Ela nunca reclamou de nada, só lamentava a saudade das minhas filhas, mas mesmo assim nunca deixou que eu levasse as meninas lá, ela dizia que não queria deixar elas tristes... Quando tudo ficou muito difícil e eu já não sabia mais o que fazer a gente rezava juntas, acordava cedinho pra ver a missa na TV... e quando ela tinha algum procedimento doloroso pra fazer pedia pra eu descer na capela a avisar os amigos pra todos rezarem por ela... Minha mãe era assim, forte, batalhadora, guerreira... nunca desistiu de nada, nunca questionou nada, nunca perguntou o porque... Quem conheceu sabe do que estou falando... ela deixou um milhão de amigos, um milhão de lembranças, um milhão de histórias alegres... minha mãe sabia amar, ela sabia viver, não tinha medo nem vergonha de nada, sentia tudo o que fazia e vivia tudo que sentia.... Jamais conheci alguém como ela e tenho muito orgulho de ser sua única filha, muito orgulho de ter vivido 35 anos ao seu lado.... Obrigada mãe, por tudo que você me ensinou, se hoje eu sou uma pessoa diferente é graças a você, se hoje eu olho pra vida com olhos de mais amor é porque você me ensinou... Respeito, amor, honestidade, integridade, fé... essas foram as lições que aprendi com você ! Obrigada !