domingo, 17 de agosto de 2014

Eduardo Campos...

O mundo tem se tornado um lugar mais triste com o passar do tempo, as pessoas parecem estar sofrendo de algum tipo de doença crônica... uma frieza fora do normal. Quando deram a notícia da morte de Robin Willians essa semana, logo apareceram as críticas, os julgamentos, condenações pelo suicídio... e tão pouca demonstração de amor, de piedade, de carinho... não li em nenhum lugar o pensamento sobre o ser humano, sobre a dor, a solidão extrema que leva uma pessoa a acabar com a própria vida... Não temos a menor ideia da luta de cada um, da dor de cada um, mas ainda assim julgamos, condenamos e gastamos toda nossa energia em apontar o dedo, em abrir ainda mais as feridas... E ontem tudo isso se repetiu por aqui assim que anunciaram a morte de Eduardo Campos... foi imediata a avalanche de postagens totalmente frias, absurdamente cruéis. De imediato as pessoas escreviam sobre os "marketeiros" que teriam que refazer a campanha, escreviam sobre a onda de acidentes de avião, sobre como a imagem dos filhos dele seriam usadas nas eleições, que deveria ter outro ou outra no avião... ou seja... tudo muito frio, muito cruel, quase como se não fosse um ser humano alí naquele avião, como se não fossem vários homens que perderam a vida. Claro que não são todos, mas o número de pessoas que enchiam as postagens de kkk, de piadinhas e de ironias foi assustadoramente grande. Tão pouca gente elevando o pensamento para Deus e pedindo por aquelas pessoas, tão pouca gente enviando energia de amor para aquelas famílias que viviam uma dor tão grande naquele momento... tão pouco amor... As pessoas estão se tornando incapazes de sentir a dor do outro, é cada um por si, ninguém mais se importa com o sofrimento alheio... Pessoas morreram, seres humanos, deixaram filhos, esposas, mães, pais... quanta dor perder alguém que amamos assim tão repentinamente... mas só o que se viu por aqui foram piadas, ironias, comentários vazios. E eu aqui fiquei me questionando se já não é hora de fazer uma limpeza, tirar daqui os que me trazem esse sentimento tão ruim... acho que realmente não quero trazer para dentro do meu coração isso tudo que li aqui esses dias. Mas ainda assim fica aquela sensação estranha de amargor na boca, de aperto no coração... uma certa tristeza em pensar no mundo que minhas filhas e meu filho estão herdando... Que Deus tenha piedade de nós, que Deus nos ajude a encontrar novamente o amor...

Nenhum comentário: