domingo, 17 de agosto de 2014

Sobre a Guerra

Sobre a guerra... somente uma imagem...


Minha vida!

Meus amores! Minha vida é vocês!
Amo mais que o infinito!!!


Algo nesse olhar que me emociona, que me eleva o pensamento, que me deixa mais pertinho de Deus... Te amo meu amorzinho! Fabio Roberto, meu pequeno anjo!


Simplesmente amar...

Estamos nesse mundo com o objetivo único de aprender a amar. O amor é a base de todas as outras lições... Tudo que vier e for construído e conquistado sem esse fundamento se perderá. O verdadeiro amor independe de qualquer outro sentimento, é incondicional e ultrapassa qualquer dificuldade. Jesus foi o grande mestre do amor... Entender o amor que Jesus ensinou talvez seja nessa nossa realidade o primeiro passo em direção a verdadeira felicidade. E no dia que conseguirmos enxergar a faísca desse amor em nós mesmos e em todos ao nosso redor, todas as outras lições da vida se tornarão simples e fáceis de aprender. Respeito, gentileza, carinho, aceitação, tolerância, paciência... são pequenas maneiras que a vida encontra para nos mostrar um pedacinho do que é o amor em sua essência... sem qualquer uma dessas se torna impossível o amor. Nascemos para conviver pois essa é a única forma de desenvolver o que realmente viemos buscar nesse mundo. Ninguém evolui, ninguém cresce, ninguém caminha se não aprender primeiro a amar. Parece simples mas se buscarmos no coração nossos desafetos, nossas mágoas e tantas outras coisas que lutamos para superar, perceberemos o quanto somos pequenos, o quanto nossa capacidade de amar está vinculada ao que é bom ou certo. Nem todos nos trarão emoções boas, nem todo momento será feliz, nem todo ato será compreendido e decidir permanecer nesses instantes da vida é por a prova o amor que existe em nós. Somos falhos, somos imperfeitos, somos errados a grande parte do tempo... exigir do outro o contrário é fechar as portas para a oportunidade de aprendizado. Amar é permanecer, ainda que o outro se perca, ainda que ele não te compreenda, ainda que no momento ele te desperte algo ruim... Amar só o que trás felicidade e alegria é fácil, amar os que compartilham de seus pensamentos e ideais é quase que instintivo... Mas amar os que se perderam, amar os que não te entendem, amar os que já não te parecem tão próximos, amar aqueles que te feriram... ahh como é difícil! Quantas vidas ainda precisaremos para aprender esse amor... Rezar a noite pelos que nos aceitam, pelos que nem conhecemos, pela humanidade é tão fácil e prazeroso... mas quantos de nós conseguimos elevar nossos pensamentos para aqueles que por algum motivo se perderam de nossas vidas... Aprender a amar é se dispor a mudar, é admitir que a somos crianças ainda e que o progresso só é possível quando ele nasce do nosso desejo de buscar esse amor, ainda que nesse nosso mundo ele pareça algo impossível de sentir.

Uma pessoa que não se encontra mais... meu pai!



Sabe aquele tipo de pessoa que faz bem estar perto, que falam com tranquilidade, que olham com olhar sereno para as coisas do mundo... Que sempre guardam um sorriso para cada final de frase, que escutam com atenção sem interromper quem fala... Aquela pessoa que jamais vai te criticar com severidade e que se um dia precisar faze-lo será de maneira tão doce e suave que nem percebemos... Aquela pessoa que toca o coração com sua história, que demonstra amor no silêncio de um olhar, no aperto de um abraço tímido... Esse era meu pai... meu paizinho querido que em todos meus 36 anos ao seu lado jamais me despertou nenhum outro sentimento que não fosse admiração e respeito. Meu pai, que com seu violão e suas varinhas de pescar viveu toda uma vida de simplicidade, honestidade e serenidade... uma vida tranquila, reta, inquestionável... Todo dia 30 meu pensamento vai para você pai, com saudade enorme, amor infinito e admiração eterna... é uma pena você ter ido embora tão cedo... uma pena pra mim, para minhas filhas que tão pouco puderam de conhecer e para meu filho que jamais poderá compreender a força que tinha o seu olhar de doçura e serenidade, de honestidade e respeito pela vida e por todos ao seu redor... Uma pena para o mundo, que fica menos leve com sua ausência, que fica um pouco menos delicado sem sua presença. Não há uma moda de viola que não me lembre você, não há um rio passando que não me leve a sua lembrança, não há um nascer do dia que não me leve a pensar na maneira maravilhosa que você viveu sua vida... Minha eterna gratidão pai, por todas as lições que você me deixou. Te amo meu amigo querido... te amo muito!

Meu paizinho... primeiro dia dos pais sem você...

Primeiro dia dos pais sem você, meu gordo, meu fofo, meu paizinho tão querido... vai chegando o dia e meu coração vai ficando apertado... sensação estranha de não ter você pra um abraço, uma ligação, um e-mail bem "de fazer chorar" como sempre fazia com você. Hoje de manhã quando todos saíram e o Fabinho dormiu fiquei pela sala olhando algumas de suas coisas que ficaram comigo... os CDs, a caixa de som, seu violão, fotos suas... e me deu uma saudade pai... saudade do seu sossego, da maneira tão doce que você tinha de me amar. Como faz falta esse amor tão verdadeiro e incondicional em minha vida! Ah como queria pegar a estrada amanhã e te ver no portão me esperando chegar, tomar café da tarde com você, dar uma passadinha na casa do vô, sentar no sofá e falar da vida sem pressa... quem sabe você tocaria um pouquinho de violão pra gente... Ah pai como tem sido difícil depois que você e a mãe partiram, como sinto falta de tudo... é uma luta diária e constante para manter a alegria, a fé e a confiança na vida... Não é fácil mas tenho suas lições e sua lembrança serena que tanto me dão força. Que os anjos te levem minhas palavras pai, que eles levem meu abraço e meu profundo amor e respeito, que eles te levem minha gratidão... Nesse dia dos pais, pela primeira vez na minha vida, não poderei te dizer o quanto te amo, mas é com fé que rezo para Deus, que Ele permita que daí o senhor receba meus pensamentos e meu abraço carinhoso. Te amo! Você foi o melhor pai que eu poderia ter! Obrigada por tudo!

Que saudade mãe...



Minha amiga, minha mãe, tão jovem e linda, sempre tão presente em minha vida. Daria qualquer coisa pra ter você de volta... Estou tentando mãe, todos os dias em todos os momentos, mas a falta que você me faz é insuportável. É solitário viver sem você... tenho as crianças e o Fabio mas parte de mim só sabia existir com você. Nossas conversas, segredos, nossa maneira única de estarmos sempre juntas independente dos erros e acertos. Hoje o dia está lindo eu sei, mas como seria mais lindo se você chegasse agora no meu portão... com aquela alegria de sempre e o sorriso que contagiava todos nós. Tão absurdo você ter partido, tão absurdo o mundo sem você. E por mais que tenha fé, por mais que olhe com gratidão para tudo que tenho, parte de mim está sempre sozinha e triste com sua ausência. Depois de toda uma vida falando com você todos os dias, depois de uma vida podendo contar com você em todos os momentos... difícil aprender a viver sem o seu amor...

Eduardo Campos...

O mundo tem se tornado um lugar mais triste com o passar do tempo, as pessoas parecem estar sofrendo de algum tipo de doença crônica... uma frieza fora do normal. Quando deram a notícia da morte de Robin Willians essa semana, logo apareceram as críticas, os julgamentos, condenações pelo suicídio... e tão pouca demonstração de amor, de piedade, de carinho... não li em nenhum lugar o pensamento sobre o ser humano, sobre a dor, a solidão extrema que leva uma pessoa a acabar com a própria vida... Não temos a menor ideia da luta de cada um, da dor de cada um, mas ainda assim julgamos, condenamos e gastamos toda nossa energia em apontar o dedo, em abrir ainda mais as feridas... E ontem tudo isso se repetiu por aqui assim que anunciaram a morte de Eduardo Campos... foi imediata a avalanche de postagens totalmente frias, absurdamente cruéis. De imediato as pessoas escreviam sobre os "marketeiros" que teriam que refazer a campanha, escreviam sobre a onda de acidentes de avião, sobre como a imagem dos filhos dele seriam usadas nas eleições, que deveria ter outro ou outra no avião... ou seja... tudo muito frio, muito cruel, quase como se não fosse um ser humano alí naquele avião, como se não fossem vários homens que perderam a vida. Claro que não são todos, mas o número de pessoas que enchiam as postagens de kkk, de piadinhas e de ironias foi assustadoramente grande. Tão pouca gente elevando o pensamento para Deus e pedindo por aquelas pessoas, tão pouca gente enviando energia de amor para aquelas famílias que viviam uma dor tão grande naquele momento... tão pouco amor... As pessoas estão se tornando incapazes de sentir a dor do outro, é cada um por si, ninguém mais se importa com o sofrimento alheio... Pessoas morreram, seres humanos, deixaram filhos, esposas, mães, pais... quanta dor perder alguém que amamos assim tão repentinamente... mas só o que se viu por aqui foram piadas, ironias, comentários vazios. E eu aqui fiquei me questionando se já não é hora de fazer uma limpeza, tirar daqui os que me trazem esse sentimento tão ruim... acho que realmente não quero trazer para dentro do meu coração isso tudo que li aqui esses dias. Mas ainda assim fica aquela sensação estranha de amargor na boca, de aperto no coração... uma certa tristeza em pensar no mundo que minhas filhas e meu filho estão herdando... Que Deus tenha piedade de nós, que Deus nos ajude a encontrar novamente o amor...

Homenagem do Dia dos Pais

Homenagem do dia dos pais no Amor em Ação, com foto do Fabio com a Duda e a Carol e com o Fabinho. Lindo e emocionante!

https://www.facebook.com/photo.php?v=10202363422902389