sexta-feira, 18 de julho de 2008

Quando me tornei mãe


Esse texto aí de baixo eu escrevi quando fiquei grávida de minha primeira filha, a Eduarda...a com carinha de sapeca na foto..rs

Estava lendo agora e me emocionei ao lembrar da imensidão de sentimentos que nasceram em mim nesse dia...então resolvi compartilhar com vcs... e aos poucos vou sempre postando esses textos perdidos em meus arquivos e que ilustram tão bem a minha história.

lá vai ....


Pra começar vou contar como foi quando descobri que teria um filho... dias inesquecíveis, confusos e maravilhosos !

Depois de longos dias de uma estranha sensação de "ter engolido 10 melancias" ... com o estômago querendo sair pela boca comecei a desconfiar que poderia estar grávida... enjoava com cigarro, com café, com pasta de dente pela manhã... sintomas mais que conhecidos de todas as mulheres !

A primeira fase foi a da negação " eu não estou grávida " ... depois veio a fase do surto "meu Deus eu estou grávida o que vou fazer? "... e finalmente a fase "melhor ter certeza" ...rs ...

No dia 9 de janeiro de 2006, cheguei do serviço e pedi pro Fabio passar numa farmácia, mas não disse nada pra ele, entrei pedi para o atendente "o teste de gravidez mais barato que ele tivesse" e fui pra casa... Cheguei me tranquei no banheiro e fiz xixi no tubinho riscadinho, coloquei o tal papelzinho dentro e esperei...esperei.... esperei ...e uma listinha rosa bem forte e uma outra que ia ficando mais forte mais forte e mais forte e que ia gritando no meu ouvido " VOCÊ ESTÁ GRAVIDA !!!!! " . Sai do banheiro e gritei o Fabio... ele ficou lá olhando as listinhas rosas e fez uma cara de " o que tá acontecendo aqui que ninguem me contou ? " ... foram longos minutos de um grande vazio na cabeça...rs

Eu chorei... chorei por horas sem para... nem sabia porque estava chorando... senti medo, dúvidas, felicidade, gratidão... agradeci a Deus e depois questionei tudo... foram horas confusas e complicadas... até que o Fabio veio do meu lado e me abraçou... me lembrou do quanto eu queria um filho... e nesse momento eu olhei pra minha barriga e puft virei mãe ! Me veio tudo na cabeça, o medo que eu tinha de não poder ter filhos, as orações a Deus pedindo que pudesse dar a luz um dia, as conversas com o Fabio sobra adotar uma criança caso não conseguisse ter uma nossa... os sonhos ... todos os desejos... como me senti feliz naquele momento !

Eu era parte da vida, parte de um milagre da vida... Deus estava ali me mostrando o quanto é bom e perfeito... nada poderia tirar de mim aquela sensação de intensidade que eu sentia !

No dia seguinte fiz outro teste e deu positivo... de tarde fiz um de sangue e deu positivo...rs

Eu estava grávida, iria ser mãe... já era mãe... e tudo isso uma semana antes do meu casamento...rs

Era tudo maravilhoso e perfeito e eu não fazia idéia de que era só o começo...rs

Um comentário:

Cynthia (Eu e Eu) disse...

Uau...
é uma experiência que deixa sem fôlego, né?
Mesmo a gente querendo, batalhando, sofrendo, na hora que "acontece", a gente fica completamente sem ação...eu mesma, depois de um positivo pra lá de confirmado, só sosseguei depois de ver o bebê, guardadinho no útero, pelo ultrassom...é maravilhoso, ainda me pego de vez em quando muito supresa com essa benção de Deus!!
Beijos!!