sexta-feira, 22 de agosto de 2008

De estéril para mãe de duas pérolas.

Desde menina que eu sempre me imaginava como mãe, era algo que me fazia feliz só de imaginar. Eu pensava em ter um monte de filhos e construir uma família enorme ... Naquela época não tinha noção de responsabilidades, problemas financeiros nem tantas outras coisas que me fizeram parar no segundo filho...rs

Quando conheci meu marido tinha 20 anos e logo no início do namoro eu já pensava em ter filhos com ele. No fundo eu sabia que ele seria o pai dos meus filhos e essa certeza me fez desejar mais ainda ser mãe. Acho que ter um filho com quem se ama é ainda mais maravilhoso e perfeito.

Depois de uns 2 anos de namoro eu tive uns problemas de saúde e foi então que descobri que teria problemas para engravidar, fiz vários exames e me deparei com um diagnóstico muito triste pra mim que já me via como mãe, o médico me disse que seria muito difícil eu engravidar naturalmente, que provavelmente teria que fazer tratamento hormonal e outras coisas mais... Foi realmente complicado pra mim aceitar isso e foi um período de sentimentos muito confusos pra e conflitantes.

Depois de conversar com meu marido sobre o assunto nós decidimos esperar o tempo certo para pensar sobre isso, mesmo porque ainda não éramos casados e não pretendíamos ter filhos naquele momento, então o tratamento estava fora de cogitação, pelo menos naquele instante. Resolvemos que iríamos esperar o casamento e daí sim começar a pesquisar melhor e consultar outros médicos.

Quatro anos se passaram desde aquele dia e nós já estávamos de casamento marcado, festa pronta, casa montada e tudo mais. Desde aquela conversa que nós não tinhamos mais cuidado nenhum, ou seja, não evitávamos filhos de nenhuma maneira, e já estava acreditando mesmo que não teria filhos... quatro anos juntos sem evitar filhos e nada de engravidar... parecia mesmo que não ia ser assim simples...

Duas semana antes do nosso casamento ( nós já morávamos juntos ), eu comecei a me sentir estranha e enjoada, e foi na volta do trabalho que pedi pro Fabio parar na farmácia, mas não falei nada. Chegando em casa me tranquei no banheiro e fiz o tão falado exame de farmácia... e para minha surpresa deu positivo.

Eu chamei o Fá e mostrei pra ele e por alguns minutos nós ficamos calados só olhando para as listinhas rosas do papelzinho e depois eu chorei, chorei muito mesmo, como se não pudesse mais controlar... e ele só me abraçava e parecia não saber o que dizer... estávamos confusos, felizes e com medo ao mesmo tempo. E eu na realidade tinha medo de me sentir feliz e depois me decepcionar com um segundo exame negativo...

Bom, depois de mais dois exames de farmácia, um de sangue e um ultra eu acreditei mesmo que estava grávida e foi no momento do ultra, quando ví a vida se formando dentro de minha barriga que tive a certeza que tudo daria certo. Foi de longe o momento mais gratificante de minha vida.
Nunca fiz nenhum tratamento, nunca tomei hormonios, nunca tentamos Inseminação Artificial nem nenhum outro tratamento que me indicaram... em meu coração algo sempre me dizia que na hora certa Deus colocaria suas mãos bondosas sobre nossa família... Eu acreditei e tive fé e recebi a benção exatamente no momento mais decisivo de minha vida.

Hoje tenho duas filhas lindas e o meu médico ainda não conseguiu me explicar o que aconteceu... tudo que ele diz é que assim sem mais nem menos o problema se foi e tudo se normalizou... Mas no meu coração eu tenho a certeza que foi a mão de Deus que no momento que viu minha união com o Fabio resolveu nos presentear com esses lindos anjinhos que são minhas filhas Eduarda e Carolina.

Minhas filhas são a energia de nossas vidas, elas são a alegria da casa e a nossa maior felicidade... nada do mundo pode superar o amor que tenho por elas e é por essa razão que sempre que posso escrevo sobre essa história, para dar meu testemunho de amor e de fé e dizer para todos que quando acreditamos e não desistimos tudo é possível.

Costumo dizer que a Eduarda foi nosso presente de casamento de Deus e que a Carolina veio para confirmar nossa certeza de que Ele é maior que tudo.
Beijos a todos e bom final de semana !

9 comentários:

Bonita disse...

Oi Paula,
Linda história, lindas filhas!
Eu sou mãe de um casal, mas em breve pretendo engravidar novamente e ter mais um bebê, já que os meus cresceram muito rss...
E toda vez que vejo histórias como a sua me dá mais vontade ainda de aumentar a família.
Beijos e tudo de bom para você e sua linda família.

PS: Te encotrei no blog da minha amiga Cris.

Antônio J. Xavier disse...

Ohhhh Paula... que história linda!
Tb sou louco para ser pai e sei que desu vai me abençoar no tempo certo e com a mulher certa.
Um dia terei minha família tb... mulher (se deus me der uma assim que nem vc melhor ainda!) e filhos!
Bjinhossss
E obrigado pelo carinho... sempre!

Vida Senna (Vivianne) disse...

Por que ñ aceitou meus comentários?
Adoro seu Blog, sua história (parecida com a minha)... e sempre que possível, passarei por aqui!!

Antônio J. Xavier disse...

Realmente amiga... é triste mesmo.
Mas o povo paga pela própria opção. Uma nação que opta pela mediocridade não pode ser muito mais do que isso.

E olha que deus é muito bom conosco...

bjinhossss

postamos disse...

Linda história Sunny, parabéns por estas pérolas que você tem!

Olha já te linkei no Postamos!

Abraço

Osc@r Luiz disse...

Oi Paula,

Eu havia estado aqui pra conhecer o seu trabalho (ótimo por sinal) e tentar compreender esse seu carisma que te tornou uma espécie de "unanimidade" entre os meus amigos.
Agora compreendo melhor. Bom blog, gentil e atenciosa...
Essas são ótimas qualidades que também acabam de garantir links pra cá lá no "Flainando na Web" e também no "By Osc@r Luiz", meu blog mais frequentado.
Muito obrigado pelo carinho do link e das palavras.
Um beijo.

vocefazobrasil.com disse...

oiii!!!
desde o primeiro minuto percebi que vc era determinda e lutadora
Parabéns pelos filhinhos,coruje muito eles agora ....rsrsr
mas não esqueça de cuidar de vc
Muita saúde e felicidade pra vc e pra sua familia
Bjs...bye!!!

Pensamentos que divagam pela minh'alma disse...

Oi,Paula!!!

Obrigada pela visita e coments o meu blog.
Parabéns pela sua linda família e pelo blog que é puro sentimento!!
Beijos

Moura disse...

Olá Paula, li todos seus textos da página principal e este me tocou de forma especial, pois também sou cristão convicto por opção, bondade e misericórdia de Deus, o Eterno.
Eu também tenho duas lindas garotinhas "Mel"issa (9) e "Mari"na (7).
Parabéns! pelo blog e pelas belas postagens.
Vou add seu link no BM-Blog do Moura.
Saúde, graça, paz e sucesso!
Bjoks,
Moura
http://meioambiente.blogomoura.com/