domingo, 17 de agosto de 2014

Simplesmente amar...

Estamos nesse mundo com o objetivo único de aprender a amar. O amor é a base de todas as outras lições... Tudo que vier e for construído e conquistado sem esse fundamento se perderá. O verdadeiro amor independe de qualquer outro sentimento, é incondicional e ultrapassa qualquer dificuldade. Jesus foi o grande mestre do amor... Entender o amor que Jesus ensinou talvez seja nessa nossa realidade o primeiro passo em direção a verdadeira felicidade. E no dia que conseguirmos enxergar a faísca desse amor em nós mesmos e em todos ao nosso redor, todas as outras lições da vida se tornarão simples e fáceis de aprender. Respeito, gentileza, carinho, aceitação, tolerância, paciência... são pequenas maneiras que a vida encontra para nos mostrar um pedacinho do que é o amor em sua essência... sem qualquer uma dessas se torna impossível o amor. Nascemos para conviver pois essa é a única forma de desenvolver o que realmente viemos buscar nesse mundo. Ninguém evolui, ninguém cresce, ninguém caminha se não aprender primeiro a amar. Parece simples mas se buscarmos no coração nossos desafetos, nossas mágoas e tantas outras coisas que lutamos para superar, perceberemos o quanto somos pequenos, o quanto nossa capacidade de amar está vinculada ao que é bom ou certo. Nem todos nos trarão emoções boas, nem todo momento será feliz, nem todo ato será compreendido e decidir permanecer nesses instantes da vida é por a prova o amor que existe em nós. Somos falhos, somos imperfeitos, somos errados a grande parte do tempo... exigir do outro o contrário é fechar as portas para a oportunidade de aprendizado. Amar é permanecer, ainda que o outro se perca, ainda que ele não te compreenda, ainda que no momento ele te desperte algo ruim... Amar só o que trás felicidade e alegria é fácil, amar os que compartilham de seus pensamentos e ideais é quase que instintivo... Mas amar os que se perderam, amar os que não te entendem, amar os que já não te parecem tão próximos, amar aqueles que te feriram... ahh como é difícil! Quantas vidas ainda precisaremos para aprender esse amor... Rezar a noite pelos que nos aceitam, pelos que nem conhecemos, pela humanidade é tão fácil e prazeroso... mas quantos de nós conseguimos elevar nossos pensamentos para aqueles que por algum motivo se perderam de nossas vidas... Aprender a amar é se dispor a mudar, é admitir que a somos crianças ainda e que o progresso só é possível quando ele nasce do nosso desejo de buscar esse amor, ainda que nesse nosso mundo ele pareça algo impossível de sentir.

Nenhum comentário: