quarta-feira, 8 de maio de 2013

Nos braços de Jesus

Na última vez que vi minha mãezinha com vida, eu soube que era chegado o momento da despedida, ela estava fraquinha e cansada e os médicos já não tinham mais recursos nem esperanças... Eu passei creme nas pernas e braços dela como sempre fazia, conversei com ela, arrumei seu cabelo e pedi para ficar sozinha com ela um pouco. Ela estava sedada na UTI e diziam que não me ouvia mas eu sabia que ela estava lá. Eu beijei ela e disse que tinha que ir embora mas que estava deixando Jesus com ela, e que se ela sentisse um carinho em seu rosto era Ele, então eu falei tchau, bati a porta do isolamento mas não saí, fiquei uns 5 minutos parada quietinha e então cheguei bem perto dela e passei de leve a mão no seu rosto para que ela achasse que era Jesus e não sentisse medo na hora de partir... deixei que minhas lágrimas caíssem em silêncio e saí pela outra porta sem fazer barulho... para que minha mãe acreditasse mesmo que era Jesus ao seu lado naquele momento... Eu desci aquelas escadas com o coração aos pedaços... eu queria tanto ficar ali com ela e era tão cruel deixar ela sozinha naquele momento... Mas no meu coração eu sentia que Jesus estava realmente lá com ela e que Nossa Senhora que ela tanto amava tinha ficado no meu lugar segurando a mão de minha mãezinha... Eles me ligaram no dia seguinte antes do horário da visita, eu já conhecia todo mundo e eles esperaram eu chegar para levar o corpo dela... eu entrei no quarto e abracei minha mãe com todo meu amor, pedi novamente para ficar sozinha com ela e disse " acabou mãe, agora você pode ir pra casa, chega de dor... você está curada" e fiquei abraçada no corpo dela até o pessoal da UTI me tirar dali... Foi o momento mais triste da minha vida e o momento de mais fé também... Hoje eu sei que minha mãe está curada, sei que está bem e que vive novamente... Passar pela tempestade que ela passou e sair inteira e com fé foi sua grande vitória... nós vencemos o Câncer no momento em que não permitimos que ele levasse nosso amor, nossa alegria e nossa fé.

Nenhum comentário: