terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Natal é amor

O Natal de 2012 minha mãe passou no hospital, lembro da enfermeira me dizendo que na UTI não tinha Natal, que era visita normal e pronto... Ela estava dormindo, sedada, mas me doeu no coração deixar ela lá sozinha na noite de Natal e ir embora. Eu tinha as meninas pequenas ainda, comprei presentes para elas e disse que eram da vovó, que ela tinha pedido para comprar... Lembro de sair daquele hospital com o coração despedaçado, e lembro de olhar em volta e ver a mesma tristeza no olhar de cada um naquela sala de espera, naquele corredor, naquela UTI... Então hoje, se você está em casa ao lado de sua família, se você não está em um hospital sozinho ou tendo que deixar alguém sozinho, seja grato! Se preocupe menos com a roupa e agradeça por poder vestir uma, se irrite menos com a arrumação da casa e agradeça por estar em casa, não perca a paciência com as crianças e agradeça por poder estar com elas! Se você tem a chance de estar nesse Natal com quem ama, esteja realmente com eles! E que tenha menos comida e mais amor, menos presente e mais gentileza, menos coisas e mais amor. Não importa a beleza do que temos por fora se por dentro estivermos vazios de sentimento! Sempre que me sinto triste eu lembro do dia que tive que deixar minha mãe sozinha naquela UTI gelada na noite de Natal e todo e qualquer problema fica pequeno. Hoje eu estou em casa com minhas filhas e meu filho, não terei que ir a nenhum hospital, não terei que dormir com medo, não terei que ver aquela tristeza toda... mas o hospital continua lá, muitas pessoas em muitos outros hospitais terão a dura tarefa de ir embora na noite de Natal... Então por favor gente... se você não é uma dessas pessoas, VIVA o Natal, seja feliz, ame as pessoas!

Um comentário:

Flavia (Bonita Doce Pimenta) disse...

Paula querida, quanto tempo... Eu não sabia que sua mãe havia partido, sinto muito. Sua mensagem nesse texto é muito verdadeira. Devemos dar valor ao que realmente importa .
Beijo